Tag: Eloir

Eloir pode consolidar recuperação da carreira na Série D com o Imperatriz

No MAC desde a metade do Campeonato Maranhense de 2017, o meia Eloir enfim recuperou o bom ritmo em 2018 e agora terá a oportunidade de provar que está bem na disputa da Série D, onde defenderá o Imperatriz. No Maranhense, o meia, que jogou recuado na equipe atleticana, participou de três gols em nove jogos, com um gol marcado e duas assistências.

No Imperatriz de Vinícius Saldanha, Eloir deve assumir a vaga de Rubens no time titular. Essa função no meio-campo do Cavalo de Aço foi uma das incógnitas do time durante o Estadual, com Rubens, Zé Neto e até Adauto revezando na função.

O volante de 30 anos provavelmente terá mais liberdade para atuar ofensivamente, sendo exigido na marcação em alguns momentos dos jogos. No MAC, como segundo volante, era o responsável por tentar a recuperação de bola após rebatidas das defesas adversárias e finalizava a transição ofensiva. Como chega com mais ritmo de jogo, diferente de 2017, quando sequer marcou gols ou deu assistências nos 11 jogos que disputou com o MAC, Eloir deverá ter um papel mais decisivo no Cavalo de Aço.

A disputa da Série D em seu segundo ano de retomada aos gramados será fundamental para comprovar que recuperou o bom futebol que o credenciou no Sampaio e teve pouca oportunidade de demonstrar no Ceará, antes de decidir paralisar sua carreira. No Cavalo de Aço pode ser a figura chave para a equipe ser competitiva e brigar por uma das quatro vagas na Série C de 2019.

Eloir é o destaque no primeiro pacote de reforços do Imperatriz

O goleiro Gustavo, o lateral-direito Michel, os meias Cloves e Eloir e o atacante Diego Silva são os primeiros cinco reforços do Imperatriz para a Série D. Do quinteto, Eloir surge com sobras como o destaque da equipe para a Série D e provavelmente chegará para ser um dos titulares, enquanto os demais devem disputar posição com os atuais titulares.

Aos 30 anos, Eloir chega depois de recuperar seu condicionamento no MAC durante o Estadual de 2018. Na temporada, foram nove jogos, um gol e duas assistências. Em 2017, quando retornou aos gramados após uma “aposentadoria” de dois anos, o meia foi prejudicado por lesões e a falta de ritmo, mas ainda assim conseguiu disputar 18 jogos, com um gol marcado, e ajudar o Quadricolor à chegar até as quartas de final da Série D.

Considerando a forma como o Imperatriz jogou durante o Campeonato Maranhense, Eloir deve ser aproveitado mais avançado, como um camisa 10 na equipe comandada por Vinícius Saldanha. No meio-campo, outra opção que chega ao Cavalo de Aço é Cloves, que disputou nove jogos pelo Rio Preto na Série A3 e voltará a trabalhar com o técnico Vinícius Saldanha.

Dentre os jogadores que podem ganhar a titularidade, está o lateral-direito Michel, que defendeu o Cordino no Campeonato Maranhense. Em 2018, o jogador vive uma temporada abaixo das anteriores, quando se destacou pela Onça principalmente na bola parada. Na temporada, marcou apenas um gol em oito jogos.

No ataque, Diego Silva chega para ser opção para a vaga de Adauto e disputar posição com Thaynan. Em seis jogos no Maranhense, defendendo o São José, marcou um gol. Gustavo, reserva do MAC, vira a opção imediata quando Jean, titular do gol do Cavalo de Aço, não puder jogar.

Eloir precisa de uma boa temporada no MAC para consolidar retorno aos gramados

Em 2017, Eloir retomou sua carreira nos gramados após uma aposentadoria precoce durante dois anos. Como esperado a primeira temporada foi com altos e baixos, mas agora em 2018, voltando a participar de uma pré-temporada completa e com a preparação igual à dos seus companheiros de time, o meia terá até maio os meses para consolidar de vez seu retorno e ajudar o time atleticano com objetivos coletivos.

Em 2017, antes de entrar em campo, Eloir chegou a ser anunciado pelo Moto, mas como não houve um acerto final com o Rubro-Negro, o meia acabou perdendo todo o mês de janeiro. Em fevereiro, quando se apresentou ao MAC, logo em seu primeiro jogo, sofreu uma lesão que o tirou dos campos por um mês. Sinais do longo período parado e o retorno com o Campeonato Maranhense em andamento.

Mesmo com o andamento da temporada, Eloir esteve longe do seu auge físico, o que teve impacto direto em seu rendimento dentro de campo. Mesmo com uma maior liberdade ofensiva, o meia marcou apenas um gol na temporada, com 18 jogos disputados, número semelhante ao de sua carreira no Ceará que durou apenas 19 jogos e com um gol marcado.

Em 2018 com o preparo físico melhor e com a realização completa da pré-temporada, Eloir tende a ser o líder do meio-campo do MAC. Naturalmente haverá uma disputa por esse posto com o experiente Valber, de 36 anos, que chega ao clube atleticano após uma baixa temporada pelo Moto, onde anotou três gols em 23 jogos.

A realização de um bom Estadual para Eloir é fundamental para que o atleta consiga sequência em outro clube no segundo semestre, seja emprestado ou negociado definitivo. Acima de metas individuais, também há a necessidade do MAC voltar a conquistar um título Estadual. Responsável por quebrar a hegemonia do Sampaio em 2013, o Quadricolor está há cinco anos sem levantar uma taça.

Nome
Eloir
Nacionalidade
bra Brasil
Posição
Meia
Time Atual
Sampaio Corrêa
Times Anteriores
Imperatriz, Maranhão
Aniversário
7 de setembro de 1987
Idade
31