Tag: Bélgica

Bélgica 3×2 Japão: susto, virada e classificação belga

FIFA/FIFA via Getty Images

Os erros da Bélgica na primeira fase tiveram um custo logo no primeiro jogo das oitavas. Por conta da superioridade técnica do seu elenco e com um gol achado, os belgas conseguiram virar diante do Japão e garantir a classificação para as quartas de final.

Logo no primeiro minuto do jogo, Kagawa arriscou uma finalização aproveitando exatamente o espaço na frente da zaga belga. Witsel e De Bruyne formam uma boa dupla para a saída de bola, mas defensivamente possuem dificuldades.

Pela direita, Carrasco seguiu deixando amplas avenidas para os japoneses. Foi exatamente por ali que Haraguchi avançou em velocidade para abrir o placar para os nipônicos no início do primeiro tempo.

Além do Japão sair na frente, Lukaku foi anulado durante boa parte do jogo com a marcação de Yoshida. O zagueiro japonês conseguiu terminar a partida com 14 cortes, dois bloqueios e duas interceptações.

O golpe, quase final do Japão, veio na precisão de Inui. Com liberdade na frente da área acertou um golaço para abrir 2 a 0. Parecia que a Bélgica se despediria da Copa ali.

O problema é que um cabeceio totalmente despretencioso de Vertonghen virou um gol, contando com grande colaboração do goleirão japonês. A virada começou a ganhar forma, quando Hazard achou espaço na esquerda e cruzou para Felaini empatar o jogo. Aliás, Hazard foi o melhor belga da partida, desde o primeiro tempo tentando forçar a jogada pela esquerda.

A virada belga foi concretizada em um contra-ataque de manual puxado por De Bruyne. Passe para Mertens, corta-luz de Lukaku e finalização de Chadli para garantir o terceiro da Bélgica aos 49 e decretar a classificação dos Diabos Vermelhos de forma dramática.

Bélgica 5×2 Tunísia: força ofensiva belga e classificação encaminhada

FIFA/FIFA via Getty Images

Favorita no grupo G, ao lado da Inglaterra, a Bélgica confirmou o status e deixou a classificação encaminhada para as oitavas de final com o triunfo por 5 a 2 diante da Tunísia. Lukaku foi a grande estrela do triunfo belga, com dois gols, empatando com Cristiano Ronaldo na artilharia, ambos com quatro gols marcados na Rússia.

A Tunísia em nenhum momento adotou uma postura defensiva para segurar os belgas. O que teve um preço. Dos cinco gols sofridos, dois começaram com roubadas de bola da Bélgica.

Defensivamente, os belgas apresentaram problemas principalmente com a zaga muito centralizada e os os pontas tunisiano, Badri e Youssef, conseguindo achar espaços nas laterais, principalmente nas costas de Meunier. Serão necessários ajustes no setor para o confronto contra a Inglaterra e para as oitavas de final.

Hazard anotou mais dois gols para a Bélgica e Batshuayi, depois de desperdiçar quatro oportunidades, conseguiu fazer o quinto. Bronn e Khazri descontaram a Tunísia, que tentará pontuar na última rodada diante do Panamá.

Bélgica 3×0 Panamá: belgas controlam o segundo tempo e estreiam com vitória

Depois de um primeiro tempo sem brilho, a Bélgica garantiu a vitória tranquila na etapa final. Lukaku, com dois gols, já mostra seu faro de artilheiro logo no primeiro jogo e mostra que poderá brigar entre os goleadores do Mundial.

Mertens era quem mais tentava o gol pela Bélgica, desde o primeiro tempo. A recompensa veio com o golaço, que abriu o placar para os belgas, depois de três tentativas erradas.

De Bruyne em uma partida abaixo do que demonstrou na Premier League acumulou erros de passes, mas foi dele a assistência para o primeiro gol de Lukaku. Uma mudança crucial na Bélgica no segundo tempo foi a saída de Carrasco do apoio pela esquerda, para atuar mais centralizado, por trás de Lukaku, alternativa para furar a defesa do Panamá.

Lukaku voltou a balançar as redes para garantir o 3 a 0 belga. O Panamá, que chega como um dos azarões, teve uma única oportunidade quando Murillo apareceu livre na direita e não aproveitou. Os comandados de Dario Gomez não devem apresentar grande problemas para Tunísia e Inglaterra no grupo G.