Tag: Bacabal

Clubes receberão R$ 795 mil no Campeonato Maranhense

O recurso de R$ 1,5 milhão liberado pela Lei de Incentivo ao Esporte para o Campeonato Maranhense conta com apenas R$ 795 mil destinado aos clubes, enquanto R$ 705 mil serão para a transmissão do Estadual. Dentre os times, o Sampaio receberá a maior cota com R$ 150 mil.

O Moto aparece em segundo na lista com direito a R$ 120 mil, seguido pelo trio formado por MAC, Cordino e Imperatriz, cada um com R$ 115 mil. Fecham a lista São José, Bacabal e Santa Quitéria com R$ 60 mil.

Em relação a 2017 o valor destinado para o Campeonato Maranhense sofreu uma redução de R$ 300 mil. No total, na temporada anterior foram R$ 1,8mi destinado ao Campeonato Maranhense, com rateio entre clubes, emissora e a FMF.

Sampaio fora e apenas uma vaga indefinida para as semifinais do Maranhense

Lucas Almeida / L17 Comunicação

A penúltima rodada do Campeonato Maranhense consolidou duas grandes surpresas, com a classificação do São José e a eliminação do Sampaio. Apenas uma vaga nas semifinais está indefinida e será decidida entre Cordino e Imperatriz, no confronto direto da última rodada.

As vitórias do MAC e São José, respectivamente, diante do Imperatriz e Bacabal, foram fundamentais para a classificação antecipada das equipes. O Quadricolor voltou a derrubar um líder na rodada, ao vencer o Cavalo de Aço por 1 a 0, com gol de Felipe.

No interior, o São José venceu o Bacabal por 1 a 0, assumindo a vice-liderança do torneio. Neste domingo, o resultado mais surpreendente da rodada com o triunfo do Cordino por 2 a 1 diante do Sampaio, no Castelão. Foi a terceira derrota consecutiva do Tricolor, que com apenas sete pontos, não tem mais chances de classificação para a semifinal.

Em um jogo de baixo nível e equilibrado, Ulisses marcou os dois gols da equipe de Barra do Corda, enquanto o Tricolor descontou com Marlon. Curiosamente, no Campeonato Maranhense, o Sampaio conseguiu vitórias apenas sobre os dois últimos colocados, empatou com o Moto e perdeu os confrontos contra diretos por vaga no G-4 (Imperatriz, Maranhão e Cordino).

Pelo lado do Cordino, a equipe consegue iniciar uma recuperação com o retorno do técnico Marlon Cutrim. O empate e a vitória nas duas últimas rodadas mantém a Onça com chances de classificação e dependendo de um triunfo simples diante do Imperatriz para ser finalista do Maranhense.

Imperatriz e Moto perto da classificação e mudanças no G-4 do Maranhense

A quinta rodada do Campeonato Maranhense deixou Imperatriz e Moto próximos da classificação, enquanto aumentou a concorrência com São José, MAC, Cordino e Sampaio por duas vagas para as semifinais. Com os seus triunfos do fim de semana, o Cavalo de Aço e o Rubro-Negro precisam apenas de mais uma vitória para selarem a vaga na próxima fase do Campeonato Maranhense.

Com Vinícius Saldanha no comando, o Imperatriz venceu o segundo jogo seguido para assumir a liderança do Campeonato Maranhense, com 10 pontos. Adauto, que marcou o segundo gol no triunfo contra o Sampaio, começou como titular e abriu caminho com mais um gol em sua segunda partida pelo Cavalo de Aço, sendo fundamental no triunfo por 3 a 1 diante do Santa Quitéria.

O Moto, único invicto do Campeonato Maranhense, quase se complicou diante do Bacabal. Chegou a ficar com um a menos após a expulsão de Everlan, mas Shailison marcou o gol do triunfo por 1 a 0 diante do Leão do Mearim. O alviazul e o Santa Quitéria estão isolados na briga contra o rebaixamento, com a Raposa na lanterna com apenas dois pontos.

No domingo, São José e Cordino ficaram no empate em 1 a 1. O Peixe Pedra segue no G-4 com oito pontos, enquanto a Onça caiu para a sexta colocação com seis pontos.

No clássico da rodada, o Maranhão venceu o Sampaio com um gol contra de Odair Lucas. Por causa do equilíbrio do torneio, o Tricolor, que acumulou sua segunda derrota seguida e começou a rodada na liderança, caiu para a quinta colocação com sete pontos. O MAC que estava em sexto conseguiu se recuperar e volta ao G-4, agora oito pontos.

As equipes que atingirem os 12 pontos garantem a classificação para as semifinais do Estadual. Apenas Imperatriz e Moto podem conseguir a vaga antecipada na penúltima rodada e precisam vencer seus jogos, respectivamente, contra MAC e Santa Quitéria, para alcançarem o objetivo.

Rodada do interior e mudança no G-4 no Campeonato Maranhense

A quarta rodada do Campeonato Maranhense foi excelente para os clubes do interior, com direito à quebra de invencibilidade do Sampaio, primeira vitória do Bacabal e a maior goleada do torneio aplicada pelo São José. Os resultados também promoveram mudanças no G-4, com o Peixe Pedra assumindo a vice-liderança e o MAC deixando a zona de classificação para a semifinal.

A goleada do São José por 4 a 0 diante do Santa Quitéria foi a maior do Campeonato Maranhense até o momento. O Peixe Pedra vence o segundo jogo seguido, deixando a quinta colocação e saltando para a vice-liderança com os mesmos sete pontos de Sampaio e Imperatriz, enquanto a Raposa fica na lanterna da competição com apenas dois pontos.

O Bacabal deixou a última posição do Estadual após conquistar a primeira vitória, por 1 a 0 diante do MAC, no Correão. Enquanto o Leão comemorou o início de reação no Campeonato Maranhense, o Quadricolor deixa o G-4, caindo da terceira colocação para o sexto lugar com cinco pontos, empatado com o Cordino.

O Sampaio segue na liderança, mas perdeu a invencibilidade diante do Imperatriz. Com a estreia do técnico Vinícius Saldanha, Kanu e Adauto marcaram os gols do triunfo por 2 a 0, no Frei Epifânio. O Alvirrubro sobe para a terceira posição com sete pontos, mas fica atrás do Tricolor e do São José por causa do saldo de gols.

Fechando a rodada, o Moto arrancou um empate em 2 a 2 com o Cordino. Ulisses marcou um dos gols do jogo, seguindo como artilheiro da Onça em 2018 com quatro gols na temporada. O resultado mantém o Rubro-Negro na zona de classificação, mas agora em quarto lugar com seis pontos, enquanto a Onça assume a quinta colocação com cinco pontos.

Campeonato Maranhense 2018

PosClubePtsPVEDGPGSSGForma
1201162318126
V E V D V
2201155122139
V E E V D
3139342871
V V D E E
41293331114-3
E V D E D
51073131073
V D D D V
697232990
V E E V D
757124716-9
D D D D V
83710629-7
D V D D D

Maranhão e Imperatriz dividem a liderança do Campeonato Maranhense

Raillen Martins / Maranhão

Após tropeçarem na primeira rodada do Campeonato Maranhense, MAC e Imperatriz se recuperam na rodada seguinte. Enquanto o Quadricolor triunfou diante do Cordino, o Cavalo de Aço venceu o Bacabal, fora de casa. Como ambos contam com os mesmos quatro pontos e quatro gols marcados, dividem a primeira colocação do torneio.

No Nhozinho Santos, Eloir precisou de um minuto para colocar o MAC na frente. Dos quatro gols atleticanos no torneio, o meia participou de três, com duas assistências e anotando o tento deste sábado. O problema que o MAC não consegue controlar seus jogos. Jonas, nas duas laterais, criou excelentes oportunidades para o Cordino, mas o empate veio somente com Da Silva, após cobrança de escanteio.

Antes do empate, o goleiro Gustavo ainda defendeu um pênalti cobrado por Alison. Em duas rodadas, já foram três pênaltis cometidos no Campeonato Maranhense. O gol da vitória atleticana saiu com Cris, que anotou o seu segundo tento com a camisa Quadricolor em 2018.

No Correão, o Bacabal até saiu na frente diante do Imperatriz, com gol de Dênis. Na etapa final, Kanu empatou para o Cavalo de Aço e pela terceira vez na temporada, um jogo foi decidido nos acréscimos, com direito ao quarto pênalti do campeonato. Aos 47, Kaká cobrou pênalti e virou o jogo para os visitantes.

A rodada não será completada neste fim de semana por causa do adiamento de Santa Quitéria x Sampaio. Moto e São José tentaram se igualar a MAC e Imperatriz no confronto do domingo, às 16h, no Castelão.

Sampaio 3×0 Bacabal: Uilliam decide e Tricolor é o único a vencer na abertura do Maranhense

Lucas Almeida / L17 Comunicação

Em um jogo totalmente controlado, o Sampaio venceu o Bacabal por 3 a 0 no fim da rodada de abertura do Campeonato Maranhense. Uillian marcou os três gols do triunfo tranquilo do Tricolor que começa o Estadual na liderança, enquanto o Bacabal se mostra um sério candidato ao rebaixamento.

Como esperado o Sampaio controlou o jogo desde os minutos iniciais. Dessa vez Uilliam teve mais liberdade jogando avançado com Rato e Bruno nas pontas doando o suporte para os avanços dos laterais.

Com o Bacabal estático, as melhores chances do Sampaio eram pelo melo. Foi com uma finalização no setor que Uilliam abriu o placar no primeiro tempo. Dentre os laterais destaque para Junio Rocha que era quem mais avançava na primeira etapa.

No segundo tempo o cenário do jogo foi mantido. Uilliam ampliou para o Sampaio, faturando seu segundo gol no jogo.

O Bacabal conseguiu chegar apenas com faltas levantadas na área, mas sem perigo para Andrey. No fim o triunfo do Sampaio foi confirmado sem sustos, com direito a mais um gol de Uilliam, que fechou o jogo com os três gols da partida.

Com velhos conhecidos, Bacabal retorna ao Campeonato Maranhense

Após o rebaixamento em 2014, o Bacabal estará de volta ao Campeonato Maranhense em 2018. O novo triunfo por 3 a 0, após a vitória no jogo de ida por 3 a 1, decretou o retorno do Leão do Mearim à elite do futebol maranhense. Uma conquista construída com jogadores que já se destacaram em outros períodos pelo próprio Bacabal.

Cris e Elton, que foram os artilheiros do time nos dois jogos decisivos, contam com passagens de destaque pelo Leão do Mearim. Com 30 anos, o atacante Cris retornou ao Leão, onde foi um dos destaques da equipe no Estadual de 2013, com oito gols marcados.

Após aquela temporada, Cris viveu bons momentos apenas no Imperatriz em 2015, fechando o ano com 10 gols marcados e acumulou passagens apagadas pelo Altos, Moto e Pinheiro. No retorno ao Leão do Mearim, com os gols marcados nos dois jogos decisivos, o atacante termina o torneio como um dos artilheiros, com quatro gols.

O meia Elton, que também viveu momentos de destaque no Bacabal em 2013, reencontrou uma boa fase de sua carreira após uma temporada que foi pouco aproveitado no Moto e no Cordino. Com a camisa do Leão do Mearim, o jogador de 30 anos passou a balançar as redes e, assim como Cris, fecha a divisão de acesso como um dos artilheiros com quatro gols.

No comando técnico da equipe, vale destacar o trabalho de Marlon Cutrim, que já tinha feito trabalhos anteriores no BEC. Após o vice-campeonato maranhense de 2017, o treinador foi fundamental para garantir o acesso do Bacabal. Nos seis jogos disputados, foram cinco vitórias, apenas uma derrota, com 14 gols marcados e cinco sofridos.

Com o retorno assegurado para o Campeonato Maranhense, o desafio do Bacabal agora será ajustar a sua situação financeira para conseguir manter o elenco para o Estadual de 2018. A estreia do Leão no Maranhense já está agendada para o dia 21 de janeiro, diante do Sampaio, atual campeão do torneio.

As novidades do Campeonato Maranhense de 2018

Nova fórmula, “fair play financeiro” e limite de inscrições. Essas são as principais novidades do Campeonato Maranhense de 2018. A fórmula, com turno único e sete jogos para cada time na fase de grupos, utilizará apenas 11 das 13 datas disponíveis para a Federação Maranhense realizar o Estadual. Serão três meses e definição rápida dos representantes maranhenses na Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2019 e do primeiro classificado para a Série D, já que o segundo será definido, inicialmente, em um seletivo entre outubro e dezembro.

Outra novidade para 2018 é a implementação do limite de inscrição para as equipes, equivalente ao modelo que foi adotado na Série C. Cada time poderá inscrever apenas 35 jogadores, sendo permitida a troca apenas de um goleiro. A principal inovação é o “fair play financeiro” dentro dos moldes que a CBF já trabalha no Campeonato Brasileiro, mas com os clubes sujeitos apenas a multa em caso de atraso de salários dos atletas.

Aqui vale ponderar que, se o clube atrasa o pagamento dos salários, dificilmente ele irá cumprir com o pagamento da multa. O ideal seria a punição esportiva, que chegou a ser colocada em votação, mas curiosamente, foi rejeitada pelos próprios clubes.

Para fechar, o Maranhão voltará a contar com um torneio no segundo semestre, que servirá como seletivo para a Série D. A competição não contará com o Sampaio e com a equipe classificada para a Série D pelo Estadual, além do rebaixado. O campeão da Segundinha, que será disputada em julho e agosto, se juntará aos outros cinco times, para buscar a segunda vaga maranhense na Série D de 2019.

É curioso que os clubes, no período da Copa União e Taça Cidade, sempre reclamaram da dificuldade financeira com um torneio similar ao Estadual no segundo semestre. Agora, os mesmos clubes, aprovam um torneio, que será opcional, nos mesmos moldes para o fim do ano. Será surpreendente se de fato a bola rolar e a competição acontecer normalmente, sem que ocorram murmúrios de algum time sobre a situação financeira. Neste caso, justiça seja feita, o MAC foi o único a votar contra a proposta.

Todas as decisões foram aprovadas pelos clubes em uma reunião que contou com a leitura e explicação de cada item do regulamento. Logo, os clubes, assim como a FMF, são responsáveis por todo o Campeonato Maranhense de 2018. Que a próxima temporada realmente tenha mais bola rolando e menos papel nos tribunais.

Bacabal tem a melhor campanha na Segundinha maranhense

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

Após três anos, o Bacabal está a dois jogos de selar o retorno para a disuta do Campeonato Maranhense de 2018. Finalista da Segundinha, o Leão do Mearim chega com três vitórias e apenas uma derrota para os dois jogos que definirão o novo integrante na elite do Estadual.

O time montado por Marlon Cutrim, vice-campeão maranhense com o Cordino, conta principalmente com Elton e Cris para furar as defesas adversárias. Elton tem duas assistências nos quatro jogos do torneio, enquanto Cris é o artilheiro do time com dois gols marcados.

Na decisão, com o jogo de volta realizado no Correão, o Bacabal jogará no estádio onde venceu seus dois jogos disputados, com 2 a 1 diante do Timon e 3 a 0 sobre o Expressinho. O Timon, adversário da estreia, será o rival na decisão.

O aspecto negativo é que o Timon, apesar de contar com duas vitórias, um empate e uma derrota no torneio, foi o único time que venceu o Bacabal no torneio. Na fase de grupos, onde os dois times estavam na mesma chave, a equipe do sul maranhense venceu o Leão do Mearim por 4 a 1 na segunda rodada.