Mês: janeiro 2019

Sampaio 2×2 Confiança: empate em festival de pênaltis no Castelão

Foram três pênaltis marcados, dois para o Sampaio e um para o Confiança, e o empate em 2 a 2 ao fim dos 90 minutos. O Tricolor maranhense e o Dragão mantém as duas equipe sem vencer no Nordestão, mas agora com seus primeiros pontos conquistados na competição.

O primeiro tempo foi com um Confiança melhor em campo, principalmente por sua aplicação defensiva. Se o Sampaio abusava das bolas cruzadas buscando Maxuel na grande área, João Paulo e Vinícius Simon sobravam nas disputas de bolas aéreas. A dupla afastou todas as jogadas perigosas criadas por cima pelo time maranhense.

O problema do Sampaio em sobrecarregar com as jogadas pela direita é que o setor ficou completamente desprotegido com Yann atuando praticamente na linha de meio-campo com Talisson. Foi como surgiu o espaçi necessário para Gustavinho cruzar para Junior Timbó abrir o placar no Gigante do Outeiro da Cruz.

Vale destacar que durante o primeiro tempo, o Sampaio chegou a ter maior posse de bola principalmente no campo ofensivo, mas o trabalho de marcação com Negretti e Jardel no meio-campo do Confiança impediram criações de jogadas perigosas do Tricolor.

No segundo tempo, o Sampaio teve uma melhora no aproveitamento ofensivo, conseguindo chegar mais ao gol do Confiança, principalmente por conta da aproximação de Talisson com Eloir por dentro. O esforço rendeu resultado com o primeiro pênalti marcado e Maxuel empatando o jogo. A virada do time maranhense também veio na marca da cal, mais uma vez com Maxuel.

Em desvantagem, o Confiança apostou nas entradas de Jonatas e Ítallo para reforçar o ataque. No fim do jogo, um terceiro pênalti para o sergipanos. Tito cobrou e garantiu o empate no Castelão, junto com o primeiro ponto das duas equipes na tarde deste sábado.

Sampaio, MAC e Imperatriz vencem na abertura do Maranhense

A primeira rodada do Campeonato Maranhense não reservou espaços para surpresas. Imperatriz, MAC e Sampaio confirmaram o favoritismo garantindo três pontos em suas estreias no Estadual.

No primeiro jogo da competição, o Imperatriz venceu e virada o Santa Quitéria por 2 a 1. O jogo foi marcado por gols de zagueiros. Deleon colocou a Raposa na frente, mas Renan Dutra e Anderson, aproveitando duas cobranças de falta de Marcos Paullo, garantiram a virada do Cavalo de Aço.

Outra virada foi registrada no triunfo de 4 a 2 do MAC diante do Cordino. Cris abriu o placar para a Onça, mas Deylon marcou duas vezes e Marciano aproveitaram para virar para o Quadricolor. Cris voltou a descontar para os donos da casa e Bruno Bacabal fechou o placar para o Bode.

Em São Luís, o Sampaio bateu o São José por 2 a 0. O atacante Christian, de 19 anos, marcou os dois gols do triunfo Tricolor ainda no primeiro tempo.

Nos três jogos da rodada foram 11 gols marcados, uma média de 3,67 gols. Três jogadores marcaram duas vezes, liderando a lista de artilheiros do torneio. O jogo Pinheiro x Moto será realizado apenas no dia 27, pois o Rubro-Negro jogou pela Copa do Nordeste no último sábado.

Vitória 1×1 Moto: empate de pênaltis no Barradão

Maurícia da Mata / EC Vitória

Na tarde deste sábado, o Moto ficou no empate em 1 a 1 com o Vitória na segunda rodada da Copa do Nordeste. Foi o segundo empate do Rubro-Negro na competição, que chegou a jogar os 10 minutos finais com um jogador a mais em campo.

Logo no primeiro ataque do Vitória, um pênalti foi assinalado para os mandantes. Na cobrança, Nickson abriu o placar para o Leão. O gol logo cedo não virou um domínio como era esperado. Ainda na primeira etapa o Moto quase empatou, quando Márcio Diogo acertou a trave do gol defendido por Caíque.

O segundo tempo manteve o equilíbrio com os dois times criando oportunidades. No Moto, Márcio Diogo era o jogador mais ativo na frente, enquanto o Vitória teve as principais oportunidades criadas com Luan Ferreira e Nickson. O esforço do Moto foi recompensado na reta final, quando Bruno Bispo colocou a mão na bola dentro da área. Na cobrança, Márcio Diogo converteu e garantiu o empate para o Rubro-Negro maranhense.

O empate deixa o Moto com dois pontos no grupo B, mesma pontuação do Vitória no grupo A. Márcio Diogo e Nickson, que marcaram os gols do jogo, agora aparecem na lista de artilheiros do Nordestão, cada um com dois gols marcados.

Ceará 5×0 Sampaio: Tricolor é humilhado na estreia na Copa do Nordeste

Felipe Santos/carrasco.com

Em seu primeiro jogo da temporada de 2019, o Sampaio sofreu a sua maior derrota na Copa do Nordeste, ao ser goleado por 5 a 0 diante do Ceará. Derrota que deixa o sinal de alerta totalmente ligado no Tricolor, que apesar da nítida diferença técnica entre as duas equipes, não era esperado um resultado negativo com um placar tão largo e uma postura totalmente apática dos maranhenses.

Com o Sampaio se dedicando somente à se defender durante os 45 minutos finais, o Ceará achou o primeiro gol somente na reta final, com uma bela finalização de Baixola para abrir o placar. Na etapa final, o time cearense achou espaço no meio-campo e no lado esquerdo da defesa do Sampaio.

Edinho, Samuel Xavier e Matheus Matias acharam pela direita espaço para servirem Feijão, Ricardinho e Ricardo Bueno, que decretaram a goleada na Arena Castelão. No minuto final, o goleiro Rodrigo Carvalho, no desespero, ainda tentou disputar uma bola com Rick, que fez o cruzamento para Ricardo Bueno decretar a goleada por 5 a 0 do time cearense.

A derrota é a maior sofrida pelo Sampaio na Copa do Nordeste e a pior estreia de um campeão na competição. O Tricolor tentará apagar o vexame de sua primeira apresentação na temporada nas duas rodadas do Campeonato Maranhense antes de voltar a campo pelo Nordestão, quando encara o Confiança no dia 26 de janeiro.

Moto 1×1 Altos: tropeço Rubro-Negro na estreia da Copa do Nordeste

O Moto mereceu a vitória durante os 20 minutos iniciais de sua jornada na Copa do Nordeste. Após sair na frente, foi facilmente dominado pelo Altos e o empate de 1 a 1 ao fim do jogo ficou de lucro para o Rubro-Negro.

Durante os 20 minutos iniciais da partida, o Moto mostrou o controle de bola esperado e sempre com paciência no ataque. A marcação individual de Sidney em Arcanjo dificultou os planos do Papão, que compensou com a inversão de Marcio Diogo e Russo. Movimento fundamental para Márcio abrir o placar no Castelão.

O problema veio depois do gol. O Altos conseguiu encaixar seu jogo, enquanto o Moto dependia de arranque individuais de Marcio ou Russo para avançar. Nesse tempo, Manoel acertou a trave e Rodolfo voltou a mostrar insegurança no gol.

O Altos matou o jogo com a entrada de Wesley, quando Thiaguinho foi transformado em ponta pela esquerda. Foram duas finalizações e duas tentativas de cruzamento do camisa 6, até acertar a finalização cruzada e empatar o jogo.

Ancelmo e Dos Santos, pelo meio, ainda acharam espaço para assustar o goleiro Rodolfo. No segundo tempo, o Moto andou em campo, o que dificultou a criação ofensiva. Nos minutos finais, após sofrer o gol, o apagão chegou ao ápice com o zagueiro Lucas Dias tentando avançar ao ataque e quase entregando uma bola para o contragolpe piauiense.

Há a necessidade de se destacar a formação do novo grupo do Moto, que conta com apenas três remanescentes da temporada de 2018. Wallace Lemos precisa de tempo e já mostrou o que pode esperar do time, mas a queda de rendimento após o gol no primeiro tempo é o ponto preocupante para a temporada do Papão.