Mês: novembro 2018

MAC assume a liderança, Pinheiro vence e mantém artilheiro na Copa FMF

Na segunda rodada da Copa FMF, MAC e Pinheiro repetiram suas vitórias da estreia, mas a equipe atleticana assumiu a liderança por causa do saldo de gols. O Santa Quitéria por sua vez empatou com o São José e pulou para a terceira colocação.

O MAC foi até o Correão encarar o Bacabal e goleou por 4 a 0. Maurício, com dois gols, foi o destaque da vitória, que contou com gols de Cleber Pereira e Matheus Rubens para garantir a goleada que colocou o time atleticano na primeira colocação da fase classificatória.

O Pinheiro foi até Barra do Corda e garantiu o segundo triunfo na competição. O PAC venceu por 2 a 0 com gols de Lentine e Diego Vitor, que chega aos quatro gols e lidera a artilharia da competição. No último jogo da rodada, o São José empatou com Santa Quitéria em 2 a 2, com Marciel e Filipe marcando para o time ribamarense, enquanto Deleon marcou um dos gols do empate da Raposa.

Na próxima rodada, MAC e Pinheiro fazem o duelo de líderes no Castelão, enquanto o Bacabal recebe o Santa Quitéria e o São José encara o Cordino. No momento, o G-4 conta com Maranhão, Pinheiro, Santa Quitéria e Cordino.

Pinheiro e MAC largam bem e São José será punido na Copa FMF

Igor Leonardo / Maranhão

Na primeira rodada da Copa FMF, Pinheiro e Maranhão confirmaram o favoritismo de véspera e, a priori, mostraram que serão as duas principais equipes na busca pela vaga na Série D de 2019. Com vitórias tranquilas, as equipes ocupam as duas primeiras colocações. Quem começou muito mal foi o São José, que além de ter perdido para o MAC, ainda será punido pela escalação de atletas irregulares.

O destaque da rodada ficou por conta da goleada do Pinheiro por 4 a 0 diante do Bacabal. O atacante Diego Vitor, recém-anunciado pelo Moto, marcou três gols na vitória, que ainda contou com um gol de Lentine. A curiosidade do jogo é que Lentine desperdiçou um pênalti e na sequência Diego Vitor aproveitou o rebote para garantir o triunfo com tranquilidade.

Ainda no interior, o Santa Quitéria empatou em 1 a 1 com o Cordino. Paulo Jânio abriu o placar para a Onça, mas a Raposa chegou ao empate com Gleyson Toquinho.

Fechando a rodada, o MAC ficou na expectativa para saber se entraria em campo contra o São José. A equipe atleticana conseguiu regularizar 13 jogadores, mas o Peixe Pedra contava com apenas um atleta inscrito no BID. Para evitar uma punição maior, o time foi a campo e perdeu por 3 a 0. O destaque da vitória do MAC foi o atacante Cleber Pereira, com dois gols, e Israel marcou uma vez.

Com a entrada em campo, o São José será denunciado no STJD e ainda perderá mais três pontos. Assim que confirmada a punição, a equipe ribamarense terá a pontuação corrigida na classificação. Na segunda rodada, o MAC encara o Bacabal, no interior, o Cordino recebe o Pinheiro e o Santa Quitéria joga diante do São José.

Sampaio 2×1 São Bento: vitória de consolação após o rebaixamento

Lucas Almeida / L17 Comunicação

A vitória do Sampaio por 2 a 1 diante do São Bento veio como uma consolação após o rebaixamento do Tricolor confirmado com o empate do CRB diante do Criciúma, em 3 a 3. Considerando o jogo diante da equipe paulista, um triunfo merecido, onde os donos da casa tiveram volume e controle maior do jogo durante os 90 minutos.

O Sampaio ainda terá pela frente mais duas partidas, diante do Boa Esporte e Criciúma, para encerrar sua caminhada na Série B. O confronto de rebaixados diante dos mineiros de Varginha, marcará a despedida do Tricolor de sua torcida, enquanto a partida seguinte finalizará a temporada do time maranhense.

O primeiro tempo diante do São Bento foi quase com as duas equipes em marcha lenta, especialmente os 20 minutos iniciais. Após isso, com Fernando Sobral forçando o jogo pelo lado direito, era o setor de maior criatividade do time maranhense, que fechou a primeira etapa 69% de posse de bola e 11 finalizações, com 34% do alvianil e apenas três finalizações.

O empate saiu do placar somente no segundo tempo, com a bela finalização de Jheimy, que marcou seu segundo gol na temporada pelo Tricolor. O empate veio com uma bola cruzada e Branquinho, entre dois zagueiros, conseguiu subir para deixar tudo igual. Fernando Sobral, aproveitando uma sobra de bola, garantiu a vitória dos donos da casa, que agora terá que buscar motivação para as partidas finais da temporada.

Com Léo Silva titular, Kashima Antlers é campeã da Ásia e vai ao Mundial de clubes

Em sua segunda temporada no Kashima Antlers, o maranhense Léo Silva conquistou o título da Champions da Ásia após o empate sem gols com o Persepolis. Na ida, os japoneses venceram por 2 a 0, com direito a um dos gols marcados pelo volante, garantindo o título inédito e a vaga no Mundial de Clubes de 2019.

Jogando no Japão desde 2013, quando deixou a Portuguesa, esse é o primeiro título continental de Léo Silva. Na Champions asiática, o Kashima chegou ao título depois de eliminar rivais considerados favoritos ao título, como os chineses do Shangai SIPG e do Tianjin Quanjin, além do coreano Suwon Bluewings.

Na competição, Léo Silva foi titular em 11 jogos e marcou dois gols, um deles no jogo de ida da decisão diante do Persepolis. No Campeonato Japonês, o Kashima cumpre tabela e ocupa a terceira colocação, enquanto o Kawasaki Frontale já foi campeão com duas rodadas de antecedência.

Além do maranhense Léo Silva, na decisão da Champions da Ásia, o Kashima contou com o volante Serginho. No Mundial, o Kashima fará a estreia diante do Chivas e o classificado avançará para a semifinal, onde terá pela frente o Real Madrid.

Moto conta com cinco reforços para 2019

Depois da contratação do técnico Wallace Lemos, o Moto começa a ter uma definição da base do elenco para a temporada de 2019. Até o momento o Rubro-Negro tem 11 jogadores acertados, dos quais cinco serão novidades para o clube que defenderá o título do Campeonato Maranhense e voltará a disputar a Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

Dentre os reforços, no gol Rodolfo e Vitor chegam para disputar a titularidada no Rubro-Negro. Vitor chega com relativa vantagem diante de Rodolfo, pois foi titular do River-PI em boa parte da temporada, com 11 jogos disputados sob o comando do técnico Wallace Lemos, onde foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Piauiense.

Rodolfo terá uma dificuldade a mais para superar após passar uma temporada sem jogar pelo Guarani. Relacionado em alguns jogos durante o Paulistão e a Série B no banco de reservas, o goleiro não joga desde outubro de 2017, quando defendia o Atlético-MG B na Terceira Divisão mineira. O goleiro ainda conta com uma passagem pelo futebol português, onde defendeu o Atlético Viseu na II Liga e sofreu 44 gols em 34 jogos.

Na defesa aparece mais um ex-River-PI, com o zagueiro Lucas Dias, com três jogos disputados na equipe piauiense e um gol marcado. O defensor de 23 anos reencontra o técnico Wallace Lemos no Moto. A outra novidade na zaga é o zagueiro Alisson, que disputou apenas quatro jogos pelo Joinville na Série C, além de nove partidas durante o Campeonato Catarinense.

Fechando a primeira leva de reforços do Moto está o experiente Juninho Arcando, de 35 anos. Revelado pelo Atlético-MG em 2002 e com passagem na Seleção Brasileira sub-20, nas últimas temporadas o meia teve passagens discretas pelo ASA, Patrocinense, Macaé e Remo. Pelo ASA, em 2018, disputou apenas três jogos durante a Série D e foi titular no Patrocinense durante o Campeonato Mineiro.

Além das novas contratações, o Moto já conta com a confirmação do goleiro Solano, o lateral-direito Diego Renan, os volantes Rafael Santos e Victor Salvador e os atacantes Márcio Diogo e Ricardo Maranhão. Destes, somente Solano não foi titular regular durante a temporada de 2018.

Com três reforços, Imperatriz conta com 22 jogadores confirmados para 2019

O Imperatriz é o clube maranhense com a preparação para 2019 mais adiantada. Com a participação do Cavalo de Aço na Copa do Brasil e no Estadual, fechando o ano com a disputa da Série C, a equipe comandada por Ruy Scarpino já conta com 22 jogadores confirmados, dos quais três chegarão como reforços e os demais participaram da campanha do acesso para a Série C.

As três novidades até o momento são os meias Marcos Paullo, de 28 anos, e Peu, de 27 anos. Marcos Paullo chega após disputar o Tocantinense e a Série D pelo Interporto, mas com um rendimento abaixo do que demonstrou em 2016 pelo Moto, e o atacante Chaveirinho, de 27 anos. Em 2018, o meia marcou apenas um gol com a camisa do clube tocantinense, que foi eliminado na primeira fase da Série D e nas semifinais do Estadual.

Aos 27 anos, Peu jogará no futebol maranhense pela primeira vez. Titular do Salgueiro em 2018, com 33 jogos e um gol marcado, o meia tem uma carreira marcada por passagens nos clubes do interior paraibano e chega como o primeiro jogador com experiência de Série C ao Cavalo de Aço.

Chaveirinho chega ao Imperatriz após defender o Manaus e o São Francisco-PA, em 2018. Pelo clube amazonense o atacante disputou cinco jogos durante a Série D, inclusive encarou o Cavalo de Aço no jogo do acesso.

Dentre os remanescentes para 2019, destaque para o atacante Junior Chicão, artilheiro do Cavalo de Aço na temporada, com 10 gols em 26 jogos. O Imperatriz ainda deve anunciar mais quatro jogadores, priorizando reforços no meio-campo e na zaga, setores que ficaram fragilizados após a Série D.

O zagueiro Michael, que foi titular durante a Série D, foi para o futebol português, o volante Daniel Barros e o meia Eloir, que acertou com o Sampaio, são as três principais baixas do time após a Série D. Um detalhe é que o zagueiro Tomais e o volante Tibiri, confirmados para 2019, disputarão a Copa FMF emprestados ao MAC, prática que foi adotada pelo Cavalo de Aço durante a Segundinha emprestando atletas como o goleiro Gustavo, o zagueiro André Penalva e o atacante Kaká para times que disputaram o acesso Estadual.

Elenco do Imperatriz para 2019
Goleiros: Jean, Gustavo
Zagueiros: André Penalva, Anderson Schmoeller, Tomais, Cosmo
Laterais: Renan, Paulino, Wesley, William
Volantes: Tibiri, Morango
Meias: Adauto, Gabriel Cajuapara, Marcos Paulo, Peu
Atacantes: Cebolinha, Chicão, Lucas, Kaká, Chaveirinho, Matheus

Goiás 1×0 Sampaio: rebaixamento encaminhado e futuro de Marcinho incerto

O Sampaio sofreu a quarta derrota consecutiva sob o comando do técnico Marcinho Guerreiro na noite desta segunda-feira. A vitória do Goiás por 1 a 0 deixou o Tricolor com o rebaixamento encaminhado e pode significar o fim da linha para Marcinho no comando do Sampaio, menos de um mês após ter anunciado a renovação de seu contrato.

Com 32 pontos e restando apenas três jogos pela frente, o Sampaio atingirá no máximo 41 pontos na Série B. É improvável que uma equipe consiga se livrar do rebaixamento com essa pontuação considerando a média histórica da competição.

Diante do Goiás, o Sampaio foi presa fácil durante todo o jogo, especialmente no primeiro tempo, quando sequer finalizou contra a meta esmeraldina. O gol de Giovanni no fim da etapa inicial fez valer o controle total dos donos da casa, que no segundo tempo se contentaram em administrar o triunfo magro diante do vice-lanterna.

Após a quarta derrota seguida, Marcinho Guerreiro chegou a pedir demissão, mas foi rejeitado pelo presidente Sérgio Frota. Marcinho tem dois meses no comando do time e chegou a tirar o Sampaio da zona de rebaixamento após os 11 pontos conquistados nas seis primeiras partidas. No geral, o treinador conta com 10 jogos, com três vitórias, dois empates e cinco derrotas. O futuro do técnico ainda será decidido, apesar do clube ter anunciado a renovação para 2019 há 15 dias.

Pinheiro é campeão da Segundinha Maranhense

Um empate aos 48 do segundo tempo para garantir o título e o acesso na Série B do Campeonato Maranhense. Assim o Pinheiro garantiu a igualdade em 2 a 2 com o Chapadinha, resultado suficiente para selar a conquista do torneio após vencer o jogo de ida por 2 a 1, no interior maranhense.

Um acesso surpreendente para o Pinheiro, que começou os treinos somente uma semana antes do torneio, desbancando favoritos, como o próprio Chapadinha e o Juventude, clubes que mais investiram na divisão de acesso. Sob o comando do português Luís Miguel, a equipe pinheirense garantiu o título invicto do torneio, com cinco vitórias e quatro empates.

Um aspecto da conquista que merece atenção é a quantidade de jogadores jovens da cidade aproveitados pelo time. No jogo decisivo, na equipe titular estavam o zagueiro Paulinho (21), os laterais Vivico (22) e Maycon (19) e o meia Neto (20), além das entradas dos atacantes Lentine (21) e Luís Fernando (23) e o zagueiro Aldomir (20). O autor do gol do título, Diego Silva de 23 anos, já conta com uma pequena experiência no futebol maranhense após defender o São José e o Imperatriz em 2018.

Um dos destaques do time foi o meia Neto, artilheiro da Segundinha com cinco gols e responsável pela jogada que originou o gol do título. Aos 20 anos, o meia é revelado na base do PAC e chegou a ser emprestado ao Moto, onde não foi aproveitado nos profissionais.

Com o acesso garantido para o Campeonato Maranhense, o Pinheiro agora irá iniciar a preparação para a Copa FMF, que vale uma vaga na Série D. Depois de surpreender na Segundinha, onde entrou como a quarta força, a equipe pinheirense terá um teste complicado para saber onde pode chegar no Estadual de 2019.

Fortaleza conquista o acesso para a Série A

No ano do centenário, o Fortaleza selou o retorno para a Série A após 12 anos. Com a vitória por 2 a 1 diante do Atlético-GO neste sábado, combinado com os empates do Vila Nova e do Londrina com Avaí, o Leão cearense garantiu o acesso à elite do futebol brasileiro.

Com uma campanha quase perfeita na Série B e quatro rodadas de antecedência, a equipe comandada por Rogério Ceni e com a referência de Gustavo no ataque, agora tenta garantir o título da Série B. Para isso precisa de um triunfo diante do CSA na próxima rodada e espera que o Avaí não vença o jogo diante do Atlético-GO.

A história do Fortaleza até a conquista do acesso para a Série A é construída de forma que poucos poderiam esperar. Foram oito anos agonizando na Série C, com direito a luta contra o rebaixamento em 2010, quando se envolveu em uma polêmica com o CRB no jogo que garantiu sua permanência.

No caminho eliminações traumáticas diante do Brasil de Pelotas, Oeste, Avaí, Sampaio, entre outros, até conseguir o vice-campeonato em 2017. Na Série B de 2018, só não esteve na liderança do torneio na primeira e na quarta rodada.

Destaque também para a manutenção do técnico Rogério Ceni no comando da equipe, mesmo com o vice-campeonato cearense. Após a derrota na final diante do Ceará, o presidente Marcelo Paz foi pressionado para demitir o treinador, mas assegurou a sua permanência, que culmina com o acesso e provavelmente resultará no título histórico da Série B no ano do centenário do Leão do Pici.

Sampaio 2×3 CSA: jogo de viradas e Tricolor estagnado na zona de rebaixamento

Duas bolas na trave e na sequência a virada do CSA, que estava com um a menos. Assim foi o desfecho da derrota do Sampaio para o Azulão por 3 a 2 na noite desta sexta-feira, no Castelão. Resultado, que praticamente, sela o rebaixamento do time maranhense.

Ainda há chances matemáticas, especialmente se o CRB tropeçar diante do Boa Esporte na rodada. O problema é que o time do Sampaio voltou a sofrer com a falta do poder de reação ou até mesmo para segurar uma vitória diante de um time com um a menos.

O primeiro tempo foi um festival de passes errados dos dois times. Ambos apostavam em bolas longas e improdutivas. O CSA saiu na frente com Celsinho aproveitando o rebote após uma cobrança de falta. A virada do Sampaio foi construída pela direita.

Primeiro Sobral cruzou rasteiro e no rebote Esquerdinha empatou o jogo. Na sequência, Jheimy deu boa assistência para Matheuzinho, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Sampaio e virou a partida ainda no primeiro tempo.

Na etapa final, Neto Berola entrou para mudar a história do jogo com três finalizações. Na primeira, aproveitou a saída errada de Andrey e empatou o jogo. Pouco depois, quando os alagoanos só contavam com 10 jogadores em campo, por causa da lesão de Leandro Souza, Neto aproveitou um desvio de Odair Lucas e virou o jogo. O Sampaio até acertou duas bolas na trave de Lucas, mas não conseguiu evitar a terceira derrota seguida.