Mês: agosto 2018

Coritiba 0x0 Sampaio: Tricolor faz bom primeiro tempo e segura empate

Um empate sem gols, onde o Sampaio foi melhor no primeiro tempo e conseguiu suportar a pressão do Coritiba na etapa final. O resultado, mesmo sem alterar a situação do Tricolor, garante aos maranhenses um ponto, mas a diferença para sair da zona de rebaixamento pode saltar de cinco pontos para sete pontos, caso o CRB vença o Brasil de Pelotas.

O Sampaio conseguiu controlar o primeiro tempo, graças à fragilidade do meio-campo do Coritiba, que opotou por tentar apostar na dupla de atacantes Belusso e Bruno Moraes. O lado esquerdo era o mais perigoso do time maranhense, com os avanços da dupla Alyson-Bruninho, que em alguns momentos ganhavam o apoio de Fernando Sobral.

Matheuzinho acertou a trave na melhor oportunidade do Sampaio. Defensivamente, William Oliveira ajudou a parar os avanços do Coxa com Thiago Lopes pelo lado direito, mas Busatto acumulou duas saídas erradas de gol, quase permitindo que os donos da casa saíssem na frente do placar na etapa inicial.

No segundo tempo, as entradas de Yan Sasse e Alisson Farias deram o domínio do meio-campo ao Coritiba. O Sampaio não conseguiu mais criar com Bruninho e nem quando João Paulo entrou no lugar do camisa 11. Apesar do domínio dos mandantes no segundo tempo, não conseguiram converter o controle em gols, o que manteve o placar zerado até o fim no Couto Pereira.

Sampaio tenta encerrar sequência de meio turno sem vitórias na Série B

Lucas Almeida / L17 Comunicação

Na abertura do returno da Série B, o Sampaio tentará colocar um ponto final na pior sequência do time na Série B. Com nove jogos sem vencer, o equivalente à metade de um turno ou 25% da competição, o Tricolor despencou da 10ª colocação para a vice-lanterna do torneio, ficando a cinco pontos para sair da zona de rebaixamento.

Além da sequência negativa, o Sampaio acumula a segunda pior campanha como visitante na competição. Nos nove jogos longe de São Luís apenas quatro pontos conquistados, com sete derrotas acumuladas e um aproveitamento de 14,8%.

Diante do Coritiba, Paulo Roberto tentará encerrar essas duas séries. Mesmo jogando fora de casa, a vitória vira necessidade para o Sampaio poder sonhar com uma campanha menos conturbada para se manter na Série B.

Considerando os 45 pontos a meta para garantir a permanência, o Tricolor terá que buscar 29 pontos no returno. Isso significa que a equipe maranhense preciso de uma campanha semelhante às das que brigam pelo acesso para a Série A.

Moto aposta no bom histórico de Ruy Scarpino na Série D

Ruy Scarpino voltará ao Moto em 2019. Anunciado oficialmente pelo Rubro-Negro, o treinador retorna ao clube, de onde foi demitido há dois anos, com o peso das boas campanhas na Série D e por ser o responsável do acesso do Papão em 2016 para a Série C.

O principal desafio será retornar à Série C, mas antes disso terá a missão de buscar o bicampeonato maranhense, algo que o Moto não consegue desde 2000-01, além de fazer uma boa campanha na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil. Na Copa do Brasil a meta da classificação para a segunda fase dependerá do adversário, enquanto no Nordestão, que contará com um novo formato, Ruy tentará melhorar o desempenho do Rubro-Negro, que em duas participações, conquistou apenas uma vitória no torneio.

Antes de entrar em campo será necessário saber qual a cara do elenco Ruy terá à disposição para a próxima temporada. Faltando quatro meses para o fim do ano e com a Série C e Copas Estaduais em andamento, é improvável qualquer simulação nesse momento.

É provável que boa parte dos jogadores presentes na campanha de 2017 permaneçam. O que chama a atenção na chegada de Ruy Scarpino é sua trajetória na Série D desde 2016. Após o acesso com o Moto naquele ano, chegou às quartas de final em 2017 e 2018, respectivamente, com MAC e Ferroviário. Caiu exatamente diante dos futuros campeões, diante do Operário em 2017 e diante do Ferroviário em 2018.

Curiosamente, o melhor aproveitamento do treinador, mesmo sem conquistar o acesso, foi no comando do Campinense, com 69% e terminando no quinto lugar da classificação geral. No comando do Moto em 2016, mesmo com o acesso, fechou a Série D com 52% de aproveitamento e com o MAC ficou em 44%, chegando às quartas de final em 2018.

Ruy terá agora a missão de tentar repetir o sucesso com o Moto. Para ser efetivo em seu trabalho também precisará conta com a competência da diretoria, que em 2018 acumulou mais erros do que acertos fora das quatro linhas. É aguardar para saber se as coisas serão diferentes na próxima temporada.

Sampaio 0x1 Criciúma: sem efetividade, Tricolor afunda na zona de rebaixamento da Série B

O Sampaio prolongou a série sem vencer na Série B. Com a derrota por 1 a 0, diante do Criciúma, o Tricolor segue na zona de rebaixamento, com apenas 19 pontos e a cinco pontos para sair da zona de rebaixamento.

Na estreia do técnico Paulo Roberto já houve uma mudança na formação do Sampaio. Diego Silva com mais responsabilidade defensiva, mas sempre apoiando Sobral pela faixa central. Matheuzinho e Bruninho até criavam boas jogadas pelas laterais, mas ajudavam dos cruzamentos infrutíferos.

O Tricolor sequer foi ameaçado no primeiro tempo e viu Matheuzinho perder a melhor chance do jogo. O erro custou caro quando na única chance do Criciúma, Vitor Feijão abriu o placar para o Tigre.

Após o gol, o Criciúma segurou a vantagem. Liel ajudou a segurar o triunfo catarinense, com três desarmes e dois bloqueios. Ainda houve tempo para o árbitro carioca Pathrice Wallace não marcar dois pênaltis, um sofrido por Esquerdinha pelo Sampaio e outro em Joanderson pelo Criciúma.

Com volta de Bruninho, Sampaio tem os principais artilheiros disponíveis na Série B

Lucas Almeida / L17 Comunicação

Fora dos gramados por um mês e meio, o retorno do atacante Bruninho aos gramados garante ao Sampaio a presença dos seus principais goleadores da temporada para a sequência da Série B. O atacante é o principal artilheiro do Tricolor, ao lado do zagueiro Maracás, ambos com três gols.

Na temporada, Bruninho segue empatado com o defensor, ambos como vice-artilheiros, com quatro gols, atrás de Uilliam com 14 gols no ano. Curiosamente, na Série B, o artilheiro da temporada, conta com apenas dois gols marcados nos 14 jogos disputados.

Além de Bruninho, ofensivamente, outro retorno importante é de João Paulo. Com apenas nove jogos, o meia é o líder de assistências do Tricolor na Série B, com quatro passes para gol, além de um gol marcado. No período em que esteve ausente, por causa da lesão, Danielzinho ganhou uma vaga no time titular, mas conta com apenas duas assistências.

A importância de Bruninho e João Paulo para o ataque do Sampaio mostram o peso dos desfalques ocasionados por lesão. Foi natural a queda de rendimento, chegando a acumular os oito jogos sem vencer no torneio, o que levou o time maranhense para a vice-lanterna.

Com a chegada de reforços e a liberação dos titulares do departamento médico, Paulo Roberto conta com um elenco bem mais encorpado para o confronto contra o Criciúma. Será o primeiro desafio do novo treinador para tentar tirar o Sampaio da zona de rebaixamento da competição.