Renovação de Marcinho Guerreiro é fundamental para o Imperatriz repetir sucesso em 2019

Vice-campeão maranhense em 2018 e com o acesso conquistado para a Série C de 2019. Diferente de outras temporadas, o Imperatriz fecha o ano com saldo extremamente positivo e sinaliza a construção de uma base para as próximas temporadas. A renovação de Marcinho Guerreiro no comando do Cavalo de Aço é o principal indício.

É curioso que o Imperatriz não começou a temporada com essa segurança para os treinadores. Paulinho Kobayashi durou apenas três rodadas no Campeonato Maranhense e deu lugar para Vinícius Saldanha, que levou o alvirrubro ao vice-campeonato estadual. Na Série D, Saldanha durou dois jogos e deu lugar para Marcinho Guerreiro, que recuperou a equipe para levar ao acesso para a Série C.

O grande mérito de Marcinho nesse período no comando do Imperatriz foi resgatar a força ofensiva da equipe. Curiosamente, no único jogo em que não marcou gols, na derrota por 1 a 0 diante do Treze na semifinal, foi eliminado da Série D. Anteriormente, em todas as partidas o alvirrubro balançou as redes e o treinador foi fundamental para resgatar Junior Chicão e transformar o maranhense em um dos goleadores da Série D, com oito gols.

A veia ofensiva é provavelmente uma característica que será mantida no Imperatriz para 2019. Na Série D, o Cavalo de Aço teve o terceiro melhor ataque com 21 gols marcados, média de 1,5 gols por jogo, enquanto, o Moto campeão maranhense fechou o Estadual com 22 gols marcados, média de gols por jogo. Diferente de 2018, Marcinho terá no comando uma equipe estável e sem tantos problemas internos, quando foi na pré-temporada do Rubro-Negro. O treinador tem o cenário ideal para tentar repetir os bons resultados de 2018 e buscar a permanência em seu segundo desafio na Série C.

Posts relacionados

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*