Espanha 1(3)x(4)1 Rússia: anfitriões avançam nos pênaltis

FIFA/FIFA via Getty Images

Uma vitória por 4 a 3 nos pênaltis e com Akinfeev como o herói da classificação, com duas penalidades defendidas e defesas importantes durante os 120 minutos. O empate em 1 a 1 no tempo normal, seguido de um futebol burocrático da Espanha, foi crucial para a eliminação da Fúria.

O gol contra de Ignashevich logo aos 12 minutos deu à Espanha a tranquilidade que queriam. Não pressinaram a Rússia durante todo o primeiro tempo, ao ponto de finalizarem pela primeira vez depois do gol de empate de Dzyuba.

O futebol espanhol na etapa final, mesmo com o empate, seguiu pobre. Toques para o lado sem objetividade. Quando conseguiram furar a defesa russa, Akinfeev apareceu com defesas importantes.

Por outro lado, a Rússia sequer conseguia sair jogando. Nos pênaltis, Akinfeev defendeu duas cobranças para garantir a classificação russa, que sequer precisou cobrar o quinto pênalti, após Koke e Aspas pararem no goleiro anfitrião.

Com a classificação russa, caso a Inglaterra seja eliminada, um dos finalistas será uma seleção que nunca conquistou o Mundial. Até aqui, os russos são a maior surpresa do torneio, após chegarem com uma série de sete jogos sem vencer à Copa, muitos duvidavam da classificação até para as oitavas e chegar nas quartas de final era um feito considerado até improvável.

Posts relacionados

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*