Mês: junho 2018

Uruguai 2×1 Portugal: Cavani leva uruguaios para as quartas e celeste sofre o primeiro gol

FIFA/FIFA via Getty Images

Uruguai justificou o fato de ter a melhor defesa da Copa até agora. Apesar de Portugal conseguir furar a parede celeste, Cavani, em uma partida, inspirada, marcou duas vezes para garantir os comandados de Oscar Tabarez nas quartas de final diante da França.

O primeiro gol uruguaio foi uma aula de passes longos de Cavani e Suarez. A dobradinha resultou no cabeceio do camisa 21 para abrir o placar. Com a vantagem, naturalmente o jogo caiu de ritmo e foi a vez de Laxalt, com desarmes precisos pela esquerda, começar a se destacar ajudando o sistema defensivo uruguaio, que seguiu contando com atuação segura de Godin e Gimenez.

Portugal voltou para o segundo tempo e sobrecarregou o ataque. Nas 12 tentativas, uma delas achou Pepe, depois de uma rara bola que não foi cortada pela zaga uruguaia no alto. O zagueiro luso-brasileiro empatou o jogo. O problema é que do outro lado estava Cavani. Uma bola lançada de Betancur encontrou o camisa 21, que acertou um golaço para garantir o triunfo uruguaio, antes de sair lesionado.

Portugal pressionou, mas faltou pontaria. Se conseguiu fechar o primeiro tempo com 12 chutes a gol, destes apenas três foram na direção de Muslera. Laxalt foi fundamental na defesa uruguaia, fechando o jogo como o atleta que mais roubou bolas, com cinco desarmes. Uma classificação com o estilo uruguaio de jogar.

França 4×3 Argentina: contra-ataque, Mbappé e classificação francesa

FIFA/FIFA via Getty Images

Houve um susto, mas foi só um lapso de futebol da Argentina. Superior durante os 90 minutos e comandada por Mbappé inspirado, a França venceu por 4 a 3 e é a primeira classificada para as quartas de final na Copa da Rússia.

A escalação argentina sugeria Messi como falso 9 para abrir espaço na defesa francesa. O problema é que os hermanos sequer deram trabalho nos 45 iniciais. A defesa em linha alta foi um convite para um inspiradíssimo Mbappé.

O primeiro gol surge em um contra-ataque, com o atacante de 19 anos pegando a bola no campo defensivo e, com seis toques, chegando na grande área, onde sofreu pênalti. Griezmann abriu o placar na cobrança. Mbappé voltou a ter outra oportunidade quando Pogba fez um passe espetacular, mas foi parado com falta na entrada da área.

A Argentina não oferecia perigo, mas um erro francês, ao deixar Di Maria livre na entrada da área, permitiu o golaço do camisa 11. No segundo tempo, um gol aleatório, após a finalização de Messi, que desviou na zaga e sobrou para Mercado virar. Uma vitória argentina totalmente inesperada. Foi por pouco tempo.

Pávon e Mercado não conseguiram parar Hernandez, quando recebeu um belo passe de Pogba. Pávon desistiu da jogada e Mercado errou o carrinho. O cruzamento achou Pavard, que acertou um golaço, talvez o mais bonito da Copa, para empatar o jogo.

A virada veio com o nome do jogo. Mbappé. Primeiro uma aula de contra-ataque. Novamente a linha alta da argentina e com o agravante de Otamendi tentar dar um bote no campo ofensivo. A bola saiu dos pés de Lloris, passou por quatro jogadores e chegou em Mbappé para virar o jogo. O camisa 10 voltou a balançar as redes e marcou o quarto dos franceses.

Com o 4 a 2 no placar, a França, naturalmente, reduziu a intensidade do jogo. A Argentina ainda descontou com Aguero aos 47, mas longe de ameaçar a classificação francesa para as quartas de final.

ABC 1×1 Sampaio: Tricolor sela vaga inédita na final da Copa do Nordeste

Um jogo de poucas chances, com direito a confusão após o gol do Sampaio e um empate para selar o Tricolor na decisão da Copa do Nordeste. Sobral abriu o placar para o Tricolor, enquanto Erivelton empatou o jogo para os donos da casa após os 20 minutos de paralisação por causa dos objetos arremessados pela torcida do ABC no Frasqueirão.

A classificação inédita do Sampaio foi garantida principalmente pelo triunfo em São Luís. No jogo de volta um primeiro tempo pobre, com destaque para a movimentação de Danielzinho, escalado pela direita e buscando o jogo pelo meio, conseguindo criar a melhor oportunidade do Tricolor.

O ABC, tentando evitar os gols do Sampaio, pecava pelo excesso de força e faltas. O lado direito, com a Arez e Matheus Carvalho, era o mais ofensivo. Carvalho foi o responsável pela melhor finalização potiguar na primeira etapa.

O segundo tempo caiu drasticamente de ritmo. O Sampaio adotou uma postura mais estruturada, sem avançar e administrando o placar, já que o ABC sequer levava perigo. O pênalti sofrido por Uilliam e convertido por Sobral desencadeou uma selvageria da torcida do ABC, que paralisou o jogo por 20 minutos no Frasqueirão. Após o reinício, os donos da casa ainda empataram com Erivélton.

Além da selvageria da torcida do ABC, o outro ponto negativo foram as expulsões de Rato e Maxwell após uma confusão entre os jogadores. O empate permaneceu no placar e garantiu o Tricolor maranhense com a vaga inédita na final da Copa do Nordeste.

Enquanto o Sampaio comemora a vaga na decisão da Copa do Nordeste, o ABC terá que se preocupar com o provável gancho que pegará por conta do vandalismo da torcida, que arremessou gelo e tudo que teve direito em campo após o gol do time maranhense.

Uruguai 3×0 Rússia: passeio uruguaio e meio-campo encontrado

FIFA/FIFA via Getty Images

Sem dificuldades, o Uruguai venceu a Rússia por 3 a 0 na última rodada da fase de grupos. O resultado garante a Celeste com 100% de aproveitamento e na liderança do grupo A, enquanto os anfitriões sofrem a primeira derrota na Copa e avançam apenas em segundo.

O destaque do jogo ficou por conta da formação do Uruguai, no 4-3-1-2, com Betancur, que depois foi substituído por Arrascaeta, atuando à frente de Nandez, Torreira e Vecino. Por conta da boa marcação uruguaia e com os russos poupando jogadores como Mário Fernandes e Golovin, não houve resistência russa.

Dos gols, destaque para a cobrança de falta de Suarez, que contou com a falha do goleiro Ankifeev e no terceiro a boa assistência de cabeça de Godín para Cavani marcar o seu primeiro gol na Copa. A derrota, principalmente por conta dos desfalques, não serve para desmerecer a classificação russa, apesar dos triunfos tranquilos diante das frágeis seleções egípcia e saudita.

No outro jogo do grupo, o Egito até saiu na frente com Salah de pênalti e El-Hadary, que se tornou o jogador mais velho a atuar na Copa do Mundo, até defendeu um pênalti saudita. A Arábia ainda buscou a virada com outro pênalti convertido por Al-Faraj e nos acréscimos do segundo tempo, Al-Dawsari garantiu o primeiro triunfo saudita em Copas desde 1994.

Moto 2×4 Imperatriz: virada e Cavalo de Aço nas quartas de final da Série D

Lucas Almeida / L17 Comunicação

Com uma grande virada, o Imperatriz venceu o Moto por 4 a 2 e garantiu a vaga nas quartas de final da Série D. O triunfo do Cavalo de Aço foi construído, principalmente, com os dois gols marcados em cinco minutos, que deixaram a vaga alvirrubra encaminhada para a próxima fase.

O Moto até tentou controlar o jogo, com o gol de Ramon. Logo no minuto seguinte, o Imperatriz conseguiu o empate com Cloves. O golpe fatal dos comandados de Marcinho Guerreiro vieram com os gols de André Penalva e Junior Chicão, em um intervalo de cinco minutos, ainda no primeiro tempo, abrindo 3 a 1 para os visitantes.

Val Barreto voltou a balançar as redes antes do intervalo, mas o gol de Kaká, no segundo tempo, decretou o triunfo do Cavalo de Aço. A vitória do Imperatriz encerrou a invencibilidade do Moto em casa, exatamente no momento em que o Rubro-Negro não podia mais perder.

Além disso, o triunfo é mais uma conquista na breve carreira do técnico Marcinho Guerreiro, que conseguiu resgatar o Imperatriz e colocar a equipe em condições de brigar pelo acesso inédito. O adversário dos jogos do acesso será o Manaus ou o Brasiliense, caso se classifique diante do Campinense com um empate.

Inglaterra 6×1 Panamá: goleada inglesa e novo artilheiro na Copa

FIFA/FIFA via Getty Images

Como esperado, a Inglaterra atropelou o frágil Panamá. O triunfo por 6 a 1 foi fundamental para os ingleses, que na última rodada jogarão por um empate diante da Bélgica para garantir a liderança do grupo. Primeiro lugar, que neste momento, está sendo definido pelos critérios disciplinares, com os ingleses com dois cartões amarelos e os belgas com três.

Quem aproveitou a fragilidade dos panamenhos foi o artilheiro Harry Kane. Dos três gols, dois saíram de pênalti e o terceiro foi sem querer, após o chute de Loftus-Cheek, que desviou no seu calcanhar e encobriu o goleiro.

Kane chega aos cinco gols, ultrapassando Cristiano Ronaldo e Lukaku, ambos com quatro gols. Outro que entrou na briga pela artilharia foi Stones, autor de dois gols, enquanto Lingard marcou uma vez.

O gol de honra do Panamá saiu com Felipe Baloy, que entrou no segundo tempo. Inglaterra x Bélgica além de definir a liderança do grupo G servirá para mostrar a força real das duas seleções, que até agora tiveram dois adversários extretamente frágeis na fase de grupos.

Sampaio 2×3 Atlético-GO: apagão, tentativa de reação e derrota Tricolor

O apagão nos 10 minutos iniciais e a falha nas conclusões das jogadas no segundo tempo impediram uma vitória do Sampaio na noite deste sábado, no Castelão. Depois de ver o Atlético-GO abrir 2 a 0, de forma relâmpago, o Tricolor conseguiu buscar o empate e ficou perto de conseguir a virada, mas viu o Dragão garantir o triunfo por 3 a 2, com gol aos 41 do segundo tempo.

É a primeira derrota do técnico Roberto Fonseca no Castelão, que acumulava quatro vitórias e um empate em casa. Diante do Atlético-GO, o Tricolor sofre a terceira derrota seguida nos confrontos diretos e volta a ver a zona de rebaixamento se aproximar na Série B.

Os dois gols do Atlético-GO surgiram em erros da defesa do Sampaio. João Paulo puxou o contra-ataque e a defesa do Sampaio afastou, mas ninguém impediu Pedro Bambu de aproveitar e abrir o placar. No segundo, a defesa do Tricolor travou no avanço de Julio César, que invadiu a área e ampliou para os visitantes.

O Sampaio descontou após João Paulo sofrer pênalti, em uma saída errada do goleiro Jefferson. Jheimy cobrou e fez. A partir dos 15 minutos, enfim, o que rolava em ritmo de pelada, virou futebol, o Sampaio melhor em campo.

João Paulo, Jheimy e Dalberto formavam um trio ofensivo do Sampaio. O Atlético-GO com a linha de defesa estreita, permitia os espaços para João Paulo, quando tentava pressionar quem tinha a posse de bola no ataque do time maranhense.

Se João Paulo era o responsável pelas melhores chances do Tricolor, Julio Cesar infernizava a defesa maranhense, que ficou em pane no primeiro tempo. O empate veio na bola parada, um dos pontos fortes do Sampaio. João Paulo cobrou o escanteio perfeito e Maracás igualou o jogo.

O Sampaio controlou mais o jogo. Principalmente com Danielzinho e Sobral por dentro para ajudar o meio-campo. O volume de jogo não se converteu em gols e para piorar, em uma das raras chegadas do Atlético-GO no ataque, Renato Kayser fez o gol e garantiu o triunfo do Dragão em São Luís.

Bélgica 5×2 Tunísia: força ofensiva belga e classificação encaminhada

FIFA/FIFA via Getty Images

Favorita no grupo G, ao lado da Inglaterra, a Bélgica confirmou o status e deixou a classificação encaminhada para as oitavas de final com o triunfo por 5 a 2 diante da Tunísia. Lukaku foi a grande estrela do triunfo belga, com dois gols, empatando com Cristiano Ronaldo na artilharia, ambos com quatro gols marcados na Rússia.

A Tunísia em nenhum momento adotou uma postura defensiva para segurar os belgas. O que teve um preço. Dos cinco gols sofridos, dois começaram com roubadas de bola da Bélgica.

Defensivamente, os belgas apresentaram problemas principalmente com a zaga muito centralizada e os os pontas tunisiano, Badri e Youssef, conseguindo achar espaços nas laterais, principalmente nas costas de Meunier. Serão necessários ajustes no setor para o confronto contra a Inglaterra e para as oitavas de final.

Hazard anotou mais dois gols para a Bélgica e Batshuayi, depois de desperdiçar quatro oportunidades, conseguiu fazer o quinto. Bronn e Khazri descontaram a Tunísia, que tentará pontuar na última rodada diante do Panamá.

Sérvia 1×2 Suiça: contra-ataque e a primeira virada na Rússia

FIFA/FIFA via Getty Images

Um triunfo de virada e a Suíça próxima das oitavas de final. Os gols de Xhaka e Shaqiri deixaram os suíços a um ponto das oitavas de final, enquanto a Sérvia precisará vencer o Brasil para avançar na Copa do Mundo.

Mitrovic abriu o placar e fez um bom jogo com a camisa da Sérvia. Os sérvios até poderiam abrir 2 a 0 caso o pênalti sofrido pelo atacante fosse revisado pelo VAR. Primeiro erro da Copa.

Também foi o jogo da primeira virada. O golaço de Xhaka e a arrancada de Shaqiri, que em três toques, colocou a bola no fundo das redes de Sommer.

Triunfo suíço e a classificação para as oitavas bem encaminhada. Brasil e Sérvia decidirão a segunda vaga e o saldo de gols deve ser crucial para definir a posição final do grupo.

Islândia 0x2 Nigéria: Musa comanda triunfo nigeriano e dá sobrevida à Argentina

FIFA/FIFA via Getty Images

Os dois gols de Musa garantiram a vitória nigeariana por 2 a 0 diante da Islândia. Na última rodada, os nigerianos reeditarão a decisão das Olimpíadas de 2008 contra a Argentina, em um jogo que pode definir um dos classificados do grupo D.

Diferente do jogo contra a Argentina, os islandeses tentaram atacar um pouco mais a Nigéria. As investidas eram principalmente pela direita, com Sirgudsson e Gislason

Em dois contra-ataques, a Nigéria matou o jogo. No primeiro, Moses achou Musa para abrir o placar e no segundo, o atacante nigeriano costurou toda a defesa islandesa para selar o triunfo por 2 a 0.

Nigéria nunca venceu da Argentina em Copas e agora está a uma vitória diante dos hermanos para avançar às oitavas. Os argentinos precisarão vencer o jogo e torcer para a Islândia não vencer a Croácia, que já está com a vaga garantida nas oitavas.