Os caminhos dos maranhenses na segunda fase da Série D

Com o fim da fase de grupos e a inédita classificação de todas as equipes maranhenses para a segunda fase, agora é hora de pensar na preparação para buscar o sonhado acesso para a Série C. Por causa dos cruzamentos será impossível que os Cordino, Imperatriz e Moto conquistem o acesso juntos, já que Imperatriz e Moto podem reeditar a decisão do Estadual de 2018 logo nas oitavas de final.

Dentre os confrontos da fase final, o Cordino pegou o adversário menos complicado no caminho dos times maranhenses. O Moto terá um jogo extremamente difícil contra o Fluminense de Feira, enquanto o Imperatriz promete dois confrontos marcados pelo equilíbrio diante do América-RN.

Moto x Fluminense de Feira
Classificado como líder do seu grupo, o Moto terá pela frente o Flu de Feira, comandado pelo técnico Evandro Guimarães. Em um grupo com o Campinense, a equipe de Feira de Santana conseguiu a mesma pontuação que o Rubro-Negro maranhense e tem campanha melhor, com 15 gols de saldo.

Para seguir no sonho do retorno à Série C, o Moto aposta principalmente na defesa, que sofreu apenas três gols e passou cinco jogos sem ter que buscar a bola no fundo das redes. Enquanto Rodrigo Ramos segura o setor defensivo do Rubro-Negro, o ex-motense Jailson é um dos artilheiros da Série D e destaque da equipe baiana com seis gols.

América-RN x Imperatriz
Um dos confrontos que ocorreram na primeira fase e serão realizados logo na abertura da segunda fase da Série D. Com Marcinho Guerreiro no comando, o Cavalo de Aço voltou a balançar as redes e fechou a primeira fase com 10 gols marcados, com destaque para Junior Chicão com cinco gols nos últimos quatro jogos.

Para avançar às oitavas de final, o Cavalo de Aço precisará vencer o América-RN, o que não conseguiu na fase de grupos. Nos dois jogos realizados, um empate sem gols no Frei Epifânio e a derrota por 2 a 1 na última rodada da fase de grupos, na Arena das Dunas.

Cordino x Ferroviário
Outro confronto da fase de grupos que será repetido na segunda fase. O Ferroviário entrou como candidato a garantir uma classificação tranquila, mas não conseguiu convencer na primeira fase e encontrou um grupo extremamente equilibrado, com direito a dois empates contra o Cordino.

Além da classificação inédita para a segunda fase, a Série D de 2018 é histórica para o Cordino, pois conquistou seus primeiros quatro pontos fora do Maranhão em um torneio nacional. Para chegar às oitavas de final, a Onça conta com o artilheiro Ulisses, autor de cinco gols na competição. Na primeira fase o placar agregado não favorece ao time comandado por Marlon Cutrim, já que houve o empate em 1 a 1 no Leandrão e ficaram no zero, no Presidente Vargas.

Posts relacionados

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*