Dia: 2 de maio de 2018

Sampaio garante R$ 1,4 mi na Copa do Nordeste, Moto receberá R$ 510 mil

Diferente das primeiras informações após a reunião em Salvador no dia 11 de abril, o Sampaio está no grupo 2 dentre os times que receberão as cotas na Copa do Nordeste, com R$ 1,42 milhão garantidos. O Moto fica no grupo 4 e terá direito a apenas R$ 510 mil.

Diferente das temporadas anteriores, onde as equipes classificadas na pré-Copa do Nordeste iam para o pote 4, agora elas são distribuídas conforme o Ranking Nacional junto com as demais classificadas diretamente. Dessa forma, CRB e Sampaio entram no grupo 2, com o Salgueiro e Confiança no grupo 3.

As equipes eliminadas na pré-Copa do Nordeste receberam R$ 100 mil. Com os valores de premiação até à decisão, o torneio distribuirá R$ 26 milhões em 2019.

Sobre a alteração no formato da competição, a proposta ainda será levada para a CBF. A ideia é que o torneio em 2018 conte com dois grupos de oito times, onde as equipes jogam entre as chaves apenas partidas de ida e os quatro melhores de cada avançam para as quartas de final.

As premiações e cotas da Copa do Nordeste

Pré-Nordestão – R$ 100 mil

Fase de grupos
Grupo 1 – R$ 1,9 milhão (Vitória, Bahia, Santa Cruz e Ceará)
Grupo 2 – R$ 1,4 milhão (ABC, Náutico, CRB e Sampaio)
Grupo 3 – R$ 1,2 milhão (Fortaleza, Botafogo-PB, Salgueiro e Confiança)
Grupo 4 – R$ 510 mil (CSA, Moto, Altos e Sergipe)

Quartas de final – R$ 300 mill
Semifinal – R$ 375 mil
Vice – R$ 500 mil
Campeão – R$ 1 milhão

Interferências da diretoria e negociações paralelas derrubam Saldanha no Imperatriz

O Imperatriz vai para o seu terceiro treinador na temporada. Vinícius Saldanha deixa o clube após dois empates na Série D e oito jogos no Campeonato Maranhense, onde sofreu apenas duas derrotas e chegou ao vice-campeonato. No geral, um aproveitamento de 60%. A queda do treinador ocorre por motivos extra-campo, do que pelos resultados apresentados.

A queda de Saldanha foi selada durante a viagem para o jogo contra o Belo Jardim. No Imperatriz, houveram treinos que foram alterados do campo para academia sem consulta à comissão técnica, o que deixou o clima entre treinador e diretoria abalado por causa das discussões que viriam a seguir.

Após o confronto contra o Belo Jardim, internamente a diretoria já havia definido a demissão do técnico Vinícius Saldanha. Após a confirmação da saída do técnico Marcinho Guerreiro e sua comissão técnica do Moto, os dirigentes colocaram o ex-Rubro-Negro como substituto de Saldanha.

Após o retorno da delegação do Imperatriz para o Maranhão, a diretoria se reuniu com o técnico Vinícius Saldanha e paralelamente negociava com Marcinho. Aqui vale destacar que o antigo treinador do Moto relutou em conversar antes da demissão confirmada de Vinícius, mas mesmo sem oficializar a saída do treinador, a diretoria do Cavalo de Aço já mantinha contato com pessoas próximas à Marcinho.

Os dois empates na Série D são até resultados normais: diante do América-RN, favorito do grupo, em casa, e no interior pernambucano contra o Belo Jardim, que é um dos candidatos a surpresa da chave. Nos próximos quatro jogos, o Cavalo de Aço precisa de oito pontos para selar a classificação, mas há a possibilidade de avançar até com oito pontos na fase de grupos.

O maior problema agora é a mudança de estilos dos treinadores. Marcinho, naturalmente, deve tentar adaptar as suas ideias às peças que o Imperatriz apresenta no elenco. Serão apenas três treinos até a sua estreia no comando do Cavalo de Aço contra o Guarani de Juazeiro fora de casa.