Mês: fevereiro 2018

Ponte Preta 0x0 Sampaio: poucas chances e bom empate para o Tricolor na Copa do Brasil

Um empate sem gols em um jogo de poucas chances para os dois times. Para o Sampaio, um bom resultado em Campinas, já que terá a partida de volta em casa, onde precisará de uma vitória simples para garantir a classificação inédita para a quarta fase do torneio nacional.

O resultado sem gols se deve principalmente à estratégia adotada pelo técnico Francisco Diá. Eduardo Baptista até tentou superar a marcação individual do Tricolor e esteve próximo da vitória, até aos 25 minutos do primeiro tempo, período em que Rodrigo Fumaça ficou em campo.

Com Junio Rocha deficiente na marcação, Orinho, Daniel e Tiago Real tinham espaços de sobra pela direita para criarem oportunidades para a Ponte Preta. O problema que essas chances, não resultavam em finalizações perigosas, exceção um chute cruzado de Daniel após invadir a área.

Ponte Preta teve maior domínio de jogo, principalmente pela direita, antes da entrada de César Sampaio

O problema foi amenizado com a entrada de César Sampaio, que passou a fazer marcação individual em Tiago Real. Ainda assim, quando meia saía do setor e Felipe invertia o lado, o Sampaio via o perigo próximo de sua área.

Com exceção de um chute de Sobral e um cruzamento que virou finalização de Kaike, o Sampaio chegava somente com bolas paradas. Marlon no escanteio e Junio Rocha nas faltas não conseguiram criar as chances necessárias para chegar ao gol. Pela postura do Tricolor, o empate foi o resultado pelo qual o time foi jogar em Campinas e ele foi conquistado.

Melhores ataques lideram o Campeonato Maranhense

Imperatriz, Moto e São José são os três primeiros do Campeonato Maranhense e, coincidentemente, detem os melhores ataques do Estadual. Nos cinco jogos disputados, cada equipe marcou 10 gols, com destaque para os confrontos diante do Santa Quitéria, onde o Cavalo de Aço marcaram três vezes, enquanto o Peixe Pedra balançou as redes quatro vezes.

Além do melhor ataque, o trio também não deixou de balançar as redes adversárias em nenhuma rodada. O Cordino, atualmente na quinta colocação, também marcou gols em todas as rodadas do Campeonato Maranhense e tem o terceiro melhor ataque do torneio, com seis gols marcados.

Curiosamente, nenhum dos artilheiros das equipes tem mais de três gols no Estadual. No Imperatriz, Kanu, Adauto e André Penalva são os goleadores com dois gols marcados, enquanto no São José o principal artilheiro da equipe é Ivanilton, com três gols, e no Moto, Bruno Menezes conta com dois gols marcados, mesmo número do atacante Jefferson Araújo, que deixou o Rubro-Negro após a terceira rodada.

O rendimento defensivo merece destaque apenas para Imperatriz e Moto, que ficam com o terceiro melhor setor do Estadual, com seis gols sofridos, ficando atrás do MAC (4 gols sofridos) e Sampaio (5 gols sofridos). O São José tem a terceira pior defesa do torneio, com oito gols sofridos nos cinco jogos disputados.

Imperatriz e Moto perto da classificação e mudanças no G-4 do Maranhense

A quinta rodada do Campeonato Maranhense deixou Imperatriz e Moto próximos da classificação, enquanto aumentou a concorrência com São José, MAC, Cordino e Sampaio por duas vagas para as semifinais. Com os seus triunfos do fim de semana, o Cavalo de Aço e o Rubro-Negro precisam apenas de mais uma vitória para selarem a vaga na próxima fase do Campeonato Maranhense.

Com Vinícius Saldanha no comando, o Imperatriz venceu o segundo jogo seguido para assumir a liderança do Campeonato Maranhense, com 10 pontos. Adauto, que marcou o segundo gol no triunfo contra o Sampaio, começou como titular e abriu caminho com mais um gol em sua segunda partida pelo Cavalo de Aço, sendo fundamental no triunfo por 3 a 1 diante do Santa Quitéria.

O Moto, único invicto do Campeonato Maranhense, quase se complicou diante do Bacabal. Chegou a ficar com um a menos após a expulsão de Everlan, mas Shailison marcou o gol do triunfo por 1 a 0 diante do Leão do Mearim. O alviazul e o Santa Quitéria estão isolados na briga contra o rebaixamento, com a Raposa na lanterna com apenas dois pontos.

No domingo, São José e Cordino ficaram no empate em 1 a 1. O Peixe Pedra segue no G-4 com oito pontos, enquanto a Onça caiu para a sexta colocação com seis pontos.

No clássico da rodada, o Maranhão venceu o Sampaio com um gol contra de Odair Lucas. Por causa do equilíbrio do torneio, o Tricolor, que acumulou sua segunda derrota seguida e começou a rodada na liderança, caiu para a quinta colocação com sete pontos. O MAC que estava em sexto conseguiu se recuperar e volta ao G-4, agora oito pontos.

As equipes que atingirem os 12 pontos garantem a classificação para as semifinais do Estadual. Apenas Imperatriz e Moto podem conseguir a vaga antecipada na penúltima rodada e precisam vencer seus jogos, respectivamente, contra MAC e Santa Quitéria, para alcançarem o objetivo.

Sampaio 1×0 Paraná: Diá repete melhor campanha na Copa do Brasil com o Tricolor

Existe um ditado que diz que Deus escreve o certo por linhas tortas. A vitória do Sampaio por 1 a 0 diante do Paraná, provavelmente está em um desses roteiros. Em um jogo com controle total do Tricolor, um pênalti polêmico foi o responsável por definir a classificação do Tubarão para a terceira fase, que repete a sua melhor campanha no torneio, feita em 2017 sob o comando do técnico Francisco Diá.

Mais uma vez a marcação foi a chave para a vitória do Sampaio. Além dos méritos do Tricolor, o Paraná se recusava a tentar atacar, principalmente no primeiro tempo, quando fechou o jogo com apenas duas finalizações, contra sete do time maranhense.

Apesar de ter criado as melhores oportunidades quando atacou pelo meio com Fumaça e Uilliam ou Marlon e Uilliam, o Sampaio forçou demais o jogo pela direita, buscando cruzamentos de Junio Rocha. Como o Tricolor não possui um cabeceador e a maioria dos cruzamentos foram errados, naturalmente esse tipo de jogada assustava somente por botar a bola na área para ser afastada pela zaga do Paraná.

Quando atacou pelo meio, Uilliam perdeu as duas melhores chances do time, uma no primeiro tempo e outra no segundo tempo. Rodrigo Fumaça, como esperado, vai se firmando na equipe, com boas chances de virar titular caso o Tricolor contrate um finalizador melhor que Uilliam.

A vitória só foi consolidada após um pênalti marcado para o Sampaio, equivocadamente. Marlon finalizou e a bola bateu em dois zagueiros do Paraná, ambos com o braço colado na barriga. Na cobrança, Uilliam fez o único gol do jogo, se redimindo das chances perdidas e selando a vitória.

Independente do equívoco na marcação do pênalti, o triunfo do Sampaio foi um resultado justo. Diá repete 2017 levando o Tricolor para a terceira fase e agora terá pela frente a Ponte Preta, que também será um dos rivais da equipe durante a Série B de 2018.

A eterna crise do Moto

Salários atrasados, saída do presidente Célio Sérgio e Campeonato Maranhense em segundo plano. Virou rotina o futebol ser um assunto secundário no Moto, com todas as crises financeiras e instabilidade política pela qual o Rubro-Negro passou nos últimos anos.
Os raros momentos de tranquilidade fora de campo foram na gestão de Hans Nina, em 2016, e nos primeiros meses do mandato de Célio Sérgio em 2017. Mesmo com todo este cenário caótico fora de campo, o time é o único invicto do Campeonato Maranhense e está na zona de classificação para as semifinais.
O problema é que toda a bagunça fora de campo é refletida diretamente dentro de campo, mesmo que a equipe conquiste bons resultados. Exemplo disso foi no Maranhense de 2017, onde sem justificativa, o time tentou inverter a vantagem do Sampaio na semifinal e acabou eliminado no segundo turno.
Em 2018 a desorganização fora de campo pode voltar a afetar o Moto, já que o time não recolheu a contribuição previdenciária do jogo contra o Sampaio no prazo estabelecido de 48 horas. O caso já foi encaminhado ao TJD-MA, que poderá punir o Rubro-Negro com a perde de um a três pontos.
A saída de Célio Sérgio é apenas mais um reflexo da bagunça interna do Moto. Com tanta gente para mandar, talvez a “ausência temporária” do presidente mal seja sentida. O certo é que o ano ainda reservará mais polêmicas fora de campo, do que motivos para comemorar dentro de campo, mesmo que o time conquiste títulos e/ou acessos na temporada.

Rodada do interior e mudança no G-4 no Campeonato Maranhense

A quarta rodada do Campeonato Maranhense foi excelente para os clubes do interior, com direito à quebra de invencibilidade do Sampaio, primeira vitória do Bacabal e a maior goleada do torneio aplicada pelo São José. Os resultados também promoveram mudanças no G-4, com o Peixe Pedra assumindo a vice-liderança e o MAC deixando a zona de classificação para a semifinal.

A goleada do São José por 4 a 0 diante do Santa Quitéria foi a maior do Campeonato Maranhense até o momento. O Peixe Pedra vence o segundo jogo seguido, deixando a quinta colocação e saltando para a vice-liderança com os mesmos sete pontos de Sampaio e Imperatriz, enquanto a Raposa fica na lanterna da competição com apenas dois pontos.

O Bacabal deixou a última posição do Estadual após conquistar a primeira vitória, por 1 a 0 diante do MAC, no Correão. Enquanto o Leão comemorou o início de reação no Campeonato Maranhense, o Quadricolor deixa o G-4, caindo da terceira colocação para o sexto lugar com cinco pontos, empatado com o Cordino.

O Sampaio segue na liderança, mas perdeu a invencibilidade diante do Imperatriz. Com a estreia do técnico Vinícius Saldanha, Kanu e Adauto marcaram os gols do triunfo por 2 a 0, no Frei Epifânio. O Alvirrubro sobe para a terceira posição com sete pontos, mas fica atrás do Tricolor e do São José por causa do saldo de gols.

Fechando a rodada, o Moto arrancou um empate em 2 a 2 com o Cordino. Ulisses marcou um dos gols do jogo, seguindo como artilheiro da Onça em 2018 com quatro gols na temporada. O resultado mantém o Rubro-Negro na zona de classificação, mas agora em quarto lugar com seis pontos, enquanto a Onça assume a quinta colocação com cinco pontos.

Campeonato Maranhense 2018

PosClubePtsPVEDGPGSSGForma
1201162318126
V E V D V
2201155122139
V E E V D
3139342871
V V D E E
41293331114-3
E V D E D
51073131073
V D D D V
697232990
V E E V D
757124716-9
D D D D V
83710629-7
D V D D D

Sampaio 1×0 Ceará: Diá coloca o Tricolor na liderança do Nordestão

A vitória do Sampaio diante do Ceará passa totalmente pelas alterações realizadas pelo técnico Francisco Diá. Quando Sobral mandou a bola para o gol, foi a coroação da troca de posição entre Marlon e Rodrigo Fumaça, que foi realizada ainda no primeiro tempo.

O triunfo diante do favorito Ceará ainda deixa o Tricolor com chances de classificação na próxima rodada. A matemática para que isso ocorra passa por dois empates nos confrontos do CSA contra o Salgueiro, além da necessidade de uma vitória na capital cearense. Caso a vaga não venha logo, a tendência é que ela seja confirmada na quinta rodada, diante do Carcará.

Para encarar o Ceará, Diá apresentou um Sampaio com uma cara diferente, com destaque para Rodrigo Fumaça entre os titulares e Marlon atuando pela direita, longe da faixa central onde costuma se destacar pelo Tricolor. Para parar o ataque cearense a solução foi marcação individual sob pressão.

Junio Rocha pegava Andrigo, Silva com Ricardinho, Yuri com Pedro Ken e Kaike com Felipe Azevedo, enquanto Elton era encaixotado pela zaga. Quando a bola chegava em algum jogador do Ceará no campo de ataque, imediatamente havia a pressão para que ela fosse recuperada. Isso explica porque o Vozão conseguiu apenas uma finalização de perigo dentro da área e depois só chegou bem arriscando os chutes da intermediária, principalmente com Andrigo.

Ofensivamente, a aposta do Sampaio era o contra-ataque. A marcação sob pressão tinha como objetivo recuperar a bola na intermediária e encontrar logo os velocistas Uilliam e Rodrigo Fumaça para chegar rapidamente ao gol. A estratégia deu certo quando Diá tirou Marlon da ponta direita e trouxe o meia para jogar como segundo atacante ao lado de Uilliam, mandando Rodrigo para o setor.

O gol do jogo nasce com Rodrigo recebendo a bola pelo setor e achando Marlon, que sem condições de finalizar, tocou para Sobral garantir a vitória. O Sampaio mantém a invencibilidade no ano em seu sétimo jogo, onde alcança a liderança da sua chave na Copa do Nordeste e dá um passo importante para garantir a classificação inédita para as quartas de final do torneio regional.

Giro do Nordestão: ABC 100%, Sampaio e Ceará duelam pela liderança no grupo D

A fase de ida da Copa do Nordeste chega na reta final com o surpreendente ABC liderando o grupo B, após um triunfo diante do Vitória e com a primeira colocação do grupo D disputada entre Sampaio e Ceará. Em campo destaque para o confronto do Botafogo-PB com o Altos, que pode deixar os paraibanos em situação confortável para a sequência da fase de grupos.

Sampaio: o primeiro grande teste da temporada
Liderando o Maranhense, onde usou um time misto em dois dos três jogos disputados, o Sampaio terá o primeiro grande jogo da temporada no confronto contra o Ceará. Com quatro pontos, uma vitória coloca o Tricolor na liderança do grupo D.

Uilliam tem oito gols em seis jogos em 2018 (Lucas Almeida / L17 Comunicação)

O atacante Uilliam, artilheiro do time com oito gols em seis jogos no ano, é a principal esperança para vencer a defesa do Vozão. Historicamente as duas equipes possuem confrontos equilibrados e desde 2014 se enfrentaram em oito oportunidades, com três triunfos do Sampaio, duas vitórias do Ceará e três empates.

ABC: líder com 100% e a saída da revelação
Eliminado pelo Cianorte na Copa do Brasil, o ABC deu a volta por cima na Copa do Nordeste com o triunfo por 3 a 1 diante do Vitória. Resultado que deixa o clube potiguar na liderança do grupo B com nove pontos e com boas chances de garantir a vaga nas quartas de final na próxima rodada.

O triunfo diante do Leão também marcou a despedida do atacante Matheus, de 19 anos. Artilheiro do ABC com nove gols em oito jogos na temporada, a revelação potiguar acertou por cinco anos com o Corinthians, onde deverá passar por um processo de fortalecimento para integrar o time principal.

Vitória: primeira derrota no ano e foco no Ba-Vi
A derrota diante do ABC foi a primeira do Vitória em 2018, o que não ameaça a vice-liderança dos baianos no grupo B. Como Globo e Ferroviário perderam seus dois jogos no Nordestão, os comandados de Mancini seguem na segunda colocação com seis pontos.

Além da Copa do Nordeste, o Rubro-Negro tem pela frente o jogo contra o Corumbaense pela segunda fase da Copa do Brasil e na sequência encara o Bahia, no Baianão. A lateral-direita virou um problema para o Leão, pois Lucas está lesionado e diante do ABC, Mancini precisou improvisar o volante Lucas Marques no setor. Há a possibilidade da contratação de um novo atleta para a posição.

Globo: Luizinho Lopes é demitido após 22 meses
As quatro derrotas seguidas no início de 2018, sendo duas diante do ABC e uma contra o Vitória, que custou a eliminação na Copa do Brasil, derrubaram o técnico Luzinho Lopes no Globo. O treinador estava no comando do time potiguar desde 30 de março de 2016 e deixa o clube após 22 meses.

Na Copa do Nordeste, o Globo ainda não venceu no grupo B e encara o Ferroviário-CE na terceira rodada. No Campeonato Potiguar a Águia não tem mais chances de vencer o primeiro turno, onde ocupa a quinta colocação com nove pontos, seis a menos que o América-RN, líder com 15 pontos.

Botafogo-PB: pela liderança do grupo C
Os comandados de Leston Junior seguem invictos em 2018, com seis vitórias e quatro empates nos 10 jogos disputados, considerando Copa do Nordeste, Paraibano e Copa do Brasil. Diante do Altos, o Belo tem a chance de manter o aproveitamento perfeito no torneio regional e selar a liderança da chave.

Nando conta com seis gols em 2018

Antes de encarar o Altos, a equipe de Leston Junior arrancou um empate em 3 a 3 com o CSP. O atacante Nando marcou os três gols do Belo, encerrando a série de seis jogos sem marcar. O ataque paraibano também ganhou um reforço com a chegada de Mário Sérgio, emprestado pelo Bahia. Em 2017 o atacante disputou 12 jogos, entre o Bahia e o Botafogo-SP, com dois gols marcados.

Ceará: para manter a boa fase
Depois de uma série de tropeços no Campeonato Cearense, com derrotas para o Iguatu e Floresta e um empate com o Ferroviário, o Ceará se recuperou em 2018. São cinco triunfos consecutivos desde então, com direito a um 2 a 0 diante do Fortaleza e apenas um gol sofrido nas últimas cinco partidas.

Sob o comando de Chamusca, Vozão conta com cinco vitórias seguidas

No confronto diante do Sampaio, o Vozão tenta manter o 100% e a liderança do grupo D na Copa do Nordeste. Marcado pelo equilíbrio, o jogo também será o reencontro do técnico Marcelo Chamusca com o Tricolor maranhense, onde trabalhou no início de 2016, e do zagueiro Luiz Otávio, que defendeu a equipe de 2014 a 2016.

Santa Quitéria 1×3 Sampaio: artilheiro, Uilliam coloca o Tricolor na liderança

Uilliam seria poupado e saiu do banco para substituir Reginaldo Junior ainda no primeiro tempo. Mesmo sem jogar os 90 minutos, o atacante comandou o triunfo por 3 a 1 do Sampaio, marcando todos os gols da vitória do Tricolor, colocando a equipe na liderança do Campeonato Maranhense.

O atacante chega aos oito gols em seis jogos em 2018 superando os sete gols que marcou em toda a temporada de 2017, com 27 jogos disputados pelo Altos e no próprio Sampaio. No Campeonato Maranhense, além de colocar o Sampaio na liderança, o atacante é o artilheiro isolado com sete gols, cinco a mais do que todo os demais que estão na segunda colocação da lista de goleadores.

Para o Santa Quitéria a derrota deixa a equipe do interior como o principal candidato ao rebaixamento junto com o Bacabal. Os dois times são os únicos que ainda não venceram no Estadual, mas a Raposa já conta com dois pontos, enquanto o Leão do Mearim, na última colocação, perdeu todos seus jogos.

Moto perde dupla importante para 2018

Jefferson e André Mensalão deixam o Moto. Ambos eram titulares e participaram diretamente de quatro dos sete gols marcados pelo Rubro-Negro no Campeonato Maranhense. Enquanto Jefferson era o finalizador, Mensalão formava a dupla com Everlan, forçando o jogo pela direita, principal caminho da equipe nos três primeiros jogos da temporada.

Com a saída de Mensalão, que contabiliza uma assistência em três partidas pelo Rubro-Negro, Jailson surge como o principal candidato à vaga no time titular. Nas três rodadas do Campeonato Maranhense, o meia deixou o banco de reservas durante o segundo tempo para dar mais força ao ataque.

Para a vaga deixada por Jefferson, autor de dois gols e uma assistência, o recém-contratado Val Barreto surge como o principal candidato, apesar de Jadelson Azul ter atuado nas duas últimas partidas centralizado e com Ricardo em condições de jogar na função.

Aos 32 anos, o reforço do Moto para o ataque chega com um histórico preocupante. Em 2017 foi reserva no Remo e marcou apenas um gol em 11 jogos disputados. No Rubro-Negro, Val Barreto deverá ter a oportunidade para tentar reencontrar o caminho dos gols, até para tentar seguir no time durante a Série D.

A saída de Jefferson e André ocorrem principalmente por causa dos problemas financeiros do clube. Enquanto o atacante vai para o Irã, o meia deixa o Rubro-Negro com um mês e meio de salário atrasado, aguardando a diretoria efetuara o pagamento. Se o começo de temporada foi razoável para o Rubro-Negro, o mês de fevereiro começa preocupante.